segunda-feira, 22 de abril de 2024
InícioCidadesCom risco de deslizamentos, Estado pede autorização do ICMBio para reestruturar a...
NO PORTÃO DO INFERNO

Com risco de deslizamentos, Estado pede autorização do ICMBio para reestruturar a MT-251

Ofício foi encaminhado para diretoria do Parque Nacional nesta quinta-feira (09)

A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra-MT) pediu providências e encaminhou, nesta quinta-feira (09), relatório à administração do Parque Nacional de Chapada dos Guimarães e ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), para que o Governo de Mato Grosso seja autorizado a reestruturar a MT-251, na região do Portão do Inferno.

O relatório, feito por uma consultoria especializada contratada pela Sinfra-MT, aponta que há risco de deslizamento na MT-251, na região do Portão do Inferno. Foram identificados dez locais com riscos de acidente geotécnico, entre os km 42 e 48 da rodovia – dentro da área do Parque Nacional, sendo que três pontos são considerados mais críticos.

A Sinfra-MT pede que o relatório seja avaliado, uma vez que a MT-251 corta um trecho do Parque Nacional de Chapada dos Guimarães, administrado pelo ICMBio, e nenhuma alteração pode ser feita no local sem autorização do órgão federal.

O ofício pede ainda uma sinalização positiva do ICMBio para a reestruturação da via, com a construção de um novo viaduto no Portão do Inferno. Também seriam realizadas medidas de contenção nos paredões. As estratégias apontadas são de baixa interferência para o patrimônio paisagístico, ambiental e paleontológico do local.

Uma vez que há custos elevados para elaboração dos estudos de topografia e investigação geotécnica, assim como para os projetos básicos e executivos, essa autorização é fundamental, para que a Sinfra-MT possa prosseguir com as medidas necessárias, com a urgência que o caso requer.

A Sinfra-MT lembra que a região é de interesse de todos os mato-grossenses e que os órgãos têm trabalhado juntos para aprimorar a segurança viária da MT-251 dentro do Parque Nacional.

Em janeiro de 2022, após um deslizamento no Portão do Inferno, os dois órgãos, junto com a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros realizaram uma vistoria no local, após a qual, foram instaladas sinalizações alertando para os riscos de deslizamento.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se