sábado, 18 de maio de 2024
InícioPolíticaEmanuel chama Mendes de “arrogante” e recorrerá de “mini lockdown” no STF

Emanuel chama Mendes de “arrogante” e recorrerá de “mini lockdown” no STF

Em uma live realizada no início da noite desta quarta-feira (3), o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) anunciou que recorrerá ao Supremo Tribunal Federal (STF), da decisão do desembargador Orlando Perri, do Tribunal de Justiça (TJ-MT).

O magistrado determinou que a Capital instituía as medidas implantadas pelo Governo do Estado, como forma de conter o da Covid-19.

Emanuel havia fixado medidas mais flexíveis quando comparadas às determinadas pelo governador Mauro Mendes (DEM).

Ao anunciar o recurso no Supremo – que deve ser protocolado nas próximas horas -, o prefeito classificou como “decreto da maldade” o texto baixado por Mendes.

Ainda durante a transmissão, o prefeito fez duras críticas ao governador. Ele chegou a classificar seu desafeto como “despreparado e arrogante”.

“De líder ele [governador] não tem nada. Diz que era empresário. Não sei se era mesmo. Se fosse, estaria entendendo a dor de colegas seus, mas acaba agindo do alto de sua arrogância e empáfia”, afirmou o emedebista.

Na avaliação do prefeito, o decreto baixado por Mendes foi feito sem estudo técnico, planejamento e sem ouvir o setor produtivo – mais impacto pelas decisões.

Emanuel argumentou que as restrições impostas pelo Executivo Estadual podem gerar aglomerações em alguns estabelecimentos – a exemplo dos supermercados – e, consequentemente, contribuir para o aumento de casos da doença no Estado.

“Tomou decisões estapafúrdias, sem ouvir ninguém, de forma arrogante e sem diálogo com os setores”.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se