segunda-feira, 27 de maio de 2024
InícioDestaque PrincipalEmanuel diz não temer ser preso após fim do mandato: "Não fiz...
ALVO DE OPERAÇÕES

Emanuel diz não temer ser preso após fim do mandato: “Não fiz nada de errado”

A gestão do emedebista acumula 19 operações policiais por suspeita de corrupção

THAIZA ASSUNÇÃO – DA REDAÇÃO

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) afirmou não temer ser preso após o término do seu mandato no dia 31 de dezembro deste ano.

A gestão do emedebista acumula 19 operações policiais por suspeita de corrupção, principalmente na área da Saúde. Uma delas, inclusive, levou o afastamento dele do cargo em duas oportunidades.

“É tão absurdo isso. Ser preso por que? Está na cara que isso é coisa de adversário, inimigo político, que nutre ódio por mim e fica o tempo inteiro tentando jogar a população contra minha gestão”, afirmou Emanuel em entrevista ao jornal da Rádio CBN Cuiabá na manhã desta segunda-feira (15). Veja a entrevista completa AQUI.

“Se tiver que ser preso, eu acho que tem muita gente pra ser preso antes. Eu não temo nada por que eu não fiz nada errado, não mandei ninguém fazer nada de errado”, acrescentou.

O prefeito declarou que é político há 35 anos e toda sua renda é compatível com sua receita.

Ele reconheceu que houve erros ao longo da sua gestão, mas disse que não existe provas de corrupção contra ele.

“São três gerações da família Pinheiro na política de forma limpa, nada que nos desabone. Falam, falam, falam e cadê a prova? Não tem. E não vão achar. Tem erro aqui, acolá, apure. Vai ter todo meu apoio e os responsáveis que paguem, eventualmente, se responsabilizados. Agora, ficar atacando por atacar a honra das pessoas, de forma gratuita, não funciona”, concluiu.

 

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se