segunda-feira, 26 de fevereiro de 2024
InícioCidadesPolícia Civil conclui inquérito e indicia PMs por morte de moradores de...
TENTATIVA DE CHACINA EM MT

Polícia Civil conclui inquérito e indicia PMs por morte de moradores de rua

Dois homens morreram e outros dois ficaram feridos

A Polícia Civil concluiu o inquérito da tentativa de chacina contra moradores de rua, em Rondonópolis ( a 215 km de Cuiabá), e indicou os policiais militares Elder José da Silva, de 39 anos, e Cássio Teixeira Brito, 33, pelos crime de homicídio qualificado consumado e tentado cometido por meio cruel, motivo torpe e recurso que impossibilitou a defesa das vítimas.

O crime aconteceu no dia 27 de dezembro, em Rondonópolis. Na ocasião morreram Thiago Rodrigues Lopes, 37, e Odinilson Landvoigt de Oliveira, 41. Já William Pereira de Oliveira Filho, 25, e Oziel Ferle da Silva, 35, ficaram feridos.

Além da conclusão da investigação, a Polícia também representou pela prisão preventiva dos policiais, que estão detidos desde 29 de dezembro.

O ataque foi registrado na madrugada, quando os dois homens passaram pela rua em uma Land Rover e efetuaram diversos disparos contra pessoas em situação de rua, que estavam na calçada de um espaço de acolhimento do Município.

Segundo a investigação, Elder foi atingido na perna por um tiro acidental durante o crime.

Diante disso, Cássio o levou até a Santa Casa para receber atendimento médico.

Neste momento, câmeras de segurança da unidade de saúde filmaram os policiais chegando em uma Land Rover verde, mesmo veículo apontado pelas testemunhas e vítimas.

Ainda de acordo com a Polícia, Elder teria registrado um boletim de ocorrência para tentar esconder a verdadeira causa do ferimento, alegando que teria sido atingido quando participava de uma caçada no município de Itiquira.

Cássio foi preso no dia 29 de dezembro, quando fazia a troca de turno no Comando Regional de Rondonópolis.

Horas depois, Elder se apresentou na DHPP (Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa) do Município.

Agora, o inquérito será analisado pelo Ministério Público Estadual, que decidirá se os suspeitos serão denunciados ao Poder Judiciário.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se