segunda-feira, 26 de fevereiro de 2024
InícioCidadesJuiz solta empresária acusada de ser mandante de assassinato de advogado 
MORTE NO BOSQUE DA SAÚDE

Juiz solta empresária acusada de ser mandante de assassinato de advogado 

A decisão é assinada pelo juiz João Bosco Soares da Silva, da 10ª Vara Criminal de Cuiabá

THAIZA ASSUNÇÃO – DA REDAÇÃO 

A Justiça determinou a soltura da empresária Maria Angélica Caixeta Gontijo, acusada de ser mandante do assassinato do advogado Roberto Zampieri, em Cuiabá.

A decisão é assinada pelo juiz João Bosco Soares da Silva, da 10ª Vara Criminal de Cuiabá, e foi dada na noite de quinta-feira (18).  A informação foi confirmada pelo advogado Eustáquio Neto, que faz a defesa de Maria Angélica. O processo está em segredo de Justiça.

A empresária foi presa no dia 20 de dezembro, em Patos de Minas, Minas Gerais. Ela estava reclusa no presídio Ana Maria do Couto May, após ter sido transferida de Belo Horizonte.

Segundo o advogado, o juiz entendeu que não existem provas concretas que justifiquem a necessidade da continuidade da prisão.

Por outro lado, a empresa deverá cumprir algumas medidas cautelares como o uso de tornozeleira eletrônica; manter o endereço e contato telefônico atualizados; não mudar de residência sem autorização judicial; suspensão do passaporte; e suspensão do certificado de Colecionador, Atirador Desportivo e Caçador (CAC).

Na mesma decisão, o juiz prorrogou para mais 30 dias a prisão temporária de Antônio Gomes da Silva, suposto executor do crime.

Em outra decisão divulgada nesta sexta-feira (19), o desembargador Pedro Sakamoto, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, negou habeas corpus e manteve a prisão do coronel do Exército Etevaldo Luiz Caçadini de Vargas, apontado como financiador do assassinato,

Também segue preso Hedilerson Martins Barbosa, que teria intermediado o crime e entregue a arma de fogo.

O Ministério Público Estadual (MPE) já informou que vai recorrer da decisão que determinou a soltura da empresária Maria Angélica.

A execução teria sido encomendada devido a uma disputa por terra na região do Vale do Araguaia.

O crime

O advogado Roberto Zampieri foi morto em 5 de dezembro, no Bairro Bosque da Saúde,  em Cuiabá, quando deixava o escritório Zampieri & Campos, do qual era sócio.

Uma câmera de segurança registrou o momento da execução.

Pelas imagens divulgadas na época é possível ver o momento em que o advogado entra em seu veículo, um Fiat Toro, e é surpreendido pelo assassino que passava a pé pela calçada.

Ele atirou várias vezes contra a vítima e depois fugiu.

 

 

 

 

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se