terça-feira, 16 de abril de 2024
InícioCidadesAções na Baía de Chacororé garantem retorno de parte do fluxo de...

Ações na Baía de Chacororé garantem retorno de parte do fluxo de água

Parte do fluxo de água de alguns corixos da Baía de Chacororé já começou a ser restabelecido em dois dias de ações de restauração da área alagada. Localizada em Barão de Melgaço (113 km de Cuiabá), a baía passa por um dos períodos de maior crise ecológicas dos últimos anos devido ao esgotamento de seu potencial hídrico.

O serviço é realizado por uma força-tarefa do Governo estadual, via Secretarias de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) e de Meio Ambiente (Sema), com o apoio do Ministério Público do Estado (MPE) e Assembleia Legislativa.

Já receberam as obras emergenciais de desobstrução os corixos conhecidos como Robson e Lueggi, que levam água para as Baías de Chacororé e Siá-Mariana, além de duas pontes de madeiras localizadas na rodovia municipal conhecida como Estirão Comprido.

Nesses locais foram retiradas as estruturas de aterros e desvios que foram feitos na rodovia municipal, quando da instalação de pontes de madeira pela prefeitura e que não foram removidos com o término das obras das pontes.

Além disso, foram retiradas as matérias orgânicas que impediam as drenagens de curso d’água superficiais, de acordo com a superintendente Ambiental de Obras da Sinfra, Nadja Felfili.  Com isso, a água já voltou a fluir em seu curso natural.

“Essas obras são de extrema importância. Quando voltar a chover bastante e o fluxo de água aumentar, essas obras vão permitir a transposição das águas dos córregos para baía e encher a baía de Chacororé”, explicou.

Ao todo, 13 pontos receberão as intervenções da Sinfra, com o acompanhamento da Sema, além da rodovia MT-040.

Eles estão localizados entre o Rio Cuiabá e a Baía de Chacororé e à nordeste da Baía, regiões que têm influência na alteração da dinâmica hídrica superficial e subsuperficial e, consequentemente, na diminuição volumétrica das águas na Baía de Chacororé.

“Todas essas obras são as ações emergenciais solicitadas pelo Ministério Público e que a Sinfra junto com a Sema prontamente atendeu. Iniciamos a obra antes do previsto, mobilizamos a equipe imediatamente devido à importância que essa situação requer. Trabalhamos para que já na semana que vem façamos as intervenções de limpeza na MT-040”, disse a superintendente.

A previsão é de que todos os serviços sejam finalizados ainda neste mês de fevereiro.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se