sábado, 13 de abril de 2024
InícioDestaque PrincipalMato Grosso ganha 10 novas rotas turísticas com destaque para regiões do...
22 ATRATIVOS

Mato Grosso ganha 10 novas rotas turísticas com destaque para regiões do agro

Roteiros devem movimentar economia de 11 municípios

Dez novos roteiros envolvendo 11 municípios de Mato Grosso foram lançados pelo Sebrae durante a Feira Internacional do Turismo (FIT) Pantanal. O evento foi realizado de 4 a de 7 de maio, no Centro de Eventos do Pantanal.

Ao todo são 22 atrativos ou experiências turísticas, que envolvem diretamente 52 pequenos negócios e outros 53 indiretos, sendo 34 produtores rurais e artesãos.

Para o secretário adjunto de Turismo da secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), Felipe Wellaton, o Sebrae é uma grande referência na formatação de produtos turísticos.

“É importante porque cria novas rotas que eram desconhecidas por mato-grossenses e pelos demais brasileiros. Facilita para as operadoras que queiram vender os roteiros, facilita para os turistas para que possam se programar. Muitos dos passeios e pacotes precisam de reserva prévia”, argumenta.

Ele destaca que o produto é completo com informações de hospedagem, programação cultural, alimentação, além do tempo de duração do passeio, nível de dificuldade, dias de atendimento e capacidade de atendimento.

Uma das novidades é o roteiro da região do Agro. Em Nova Mutum, por exemplo, o turista pode fazer um roteiro de 8 horas, tomando café da manhã na Fundação MT, faz city tour, conhece a Orquestra Jovem, Casa do Artesão e a Cervejaria Kessbier.

Já em Sinop, num passeio de 4 horas, o turista pode viver a experiência de um café colonial, degustar vinhos e sucos na Família Masieiro. Por meio de um trenzinho adaptado, os turistas vão conhecer a lavoura e os métodos de produção.

O diretor técnico do Sebrae, André Schelini, destacou que na cadeia produtiva do turismo em Mato Grosso tem cerca de 118 mil empresas que contribuem com a geração de emprego e renda e com o Produto Interno Bruto (PIB) do estado.

“A atividade turística é ativadora da economia local nos municípios, pois são onde as pessoas vivem e empreendem e Mato Grosso se coloca não só como potencial para produção de eventos, mas como destino turístico”.

A FIT Pantanal foi uma realização do Governo de Mato Grosso com o Sistema Fecomércio, apoio institucional da Assembleia Legislativa e da Prefeitura de Cuiabá, além do apoio de dez entidades ligadas ao trade do turismo.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se