sábado, 18 de maio de 2024
InícioCidadesJustiça mantém prisão de homem que matou sogra com facadas na cabeça

Justiça mantém prisão de homem que matou sogra com facadas na cabeça

Em decisão unânime, a Primeira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso negou o habeas corpus impetrado pela defesa do acusado

A Justiça de Mato Grosso manteve a prisão de Odir Oliveira, acusado de matar a sogra com facadas na cabeça em fevereiro deste ano, no município de Campo Verde.

Em decisão unânime, a Primeira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso negou o habeas corpus impetrado pela defesa do acusado. Decisão foi divulgada nesta terça-feira (4).

Conforme o Paulo da Cunha, a necessidade da medida extrema impede a fixação de medidas cautelares diversas da prisão, ante as circunstâncias do caso concreto.

Consta dos autos que o réu teve a prisão preventiva decretada ante a suposta prática do crime de homicídio qualificado. Ao tomar conhecimento do mandado prisional, ele se apresentou espontaneamente, sendo submetido à audiência de custódia.

O caso

Segundo a acusação, o réu mantinha relacionamento com a filha da vítima há cerca de três anos. No dia do crime, ele e a companheira estiveram juntos, ocasião em que ingeriram bebida alcoólica. Em determinado momento, ela se ausentou pois foi ver a filha e depois retornou ao local onde o namorado estava.

Em razão da demora dela em retornar, o réu ficou irritado, chegando a quebrar um copo no chão e sair do local. A mulher retornou para casa, o que fez o companheiro ficar ainda mais irritado ao voltar o local e não a encontrar ali.

No fim da tarde, ele foi até a residência da sogra, onde a namorada morava, portando uma faca. Ao perceber que o portão estava trancado, passou a chamar por ela. A mãe dela se aproximou e pediu para ele ir embora e parar com aquilo, mas ele pulou o portão e adentrou no quintal da residência.

A sogra disse que ligaria para a polícia, mas ele a seguiu até a varanda e desferiu sete golpes, que resultaram em sua morte, por choque hipovolêmico. Na sequência, ele fugiu do local.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se