quinta-feira, 18 de abril de 2024
InícioNotíciasAos 77 anos, juiz aposentado da Justiça de MT morre por complicações...

Aos 77 anos, juiz aposentado da Justiça de MT morre por complicações da Covid-19

O juiz aposentado do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) Elinaldo Veloso Gomes, 77 anos, morreu na madrugada desta quarta-feira (17) devido a complicações da Covid-19, em Cuiabá. O Poder Judiciário emitiu nota de pesar pelo falecimento do magistrado.

No comunicado, o Judiciário informa que o juiz aposentado era divorciado e deixou três filhos, sendo eles a desembargadora do TRT 23ª Região Eliney Bezerra Veloso, a médica Kátia Veloso e o advogado Herman Veloso, além de cinco netos.

Ainda segundo a comunicação do TJMT, o magistrado estava internado em uma Unidade de Terapia Intensiva de Cuiabá há cinco dias tratando as complicações da doença.

Por conta de a morte ter sido causada em virtude da Covid-19, não haverá velório. Até o momento, ainda não estão definidas informações sobre o sepultamento.

Trajetória

Natural de Timbaúba (Pernambuco), o magistrado foi aprovado em concurso público e nomeado juiz substituto de Direito em 20 de novembro de 1986, tomou posse no dia 4 de dezembro do mesmo ano.

Ele atuou nas comarcas de Tangará da Serra (1ª Vara Cível), Sinop (1ª e 2ª Varas Cíveis), Rondonópolis (1º Juizado Especial), Várzea Grande (Vara da Infância e Juventude) e Cuiabá (7ª, 16ª, 1ª e 9ª Varas Cíveis). Ele se aposentou em 5 de abril de 2013.

Ao longo de sua carreira, o magistrado recebeu diversas congratulações, como voto de elogio consignado pela Presidência do TJMT pelo elevado espírito público, colaboração e presteza na execução dos trabalhos que lhes foram atribuídos quando convocado no biênio 97/99.

Também recebeu dois votos de elogio da Corregedoria-Geral da Justiça, assim como voto de louvor ofertado pela Presidência do Tribunal Regional Eleitoral, elogiando o brilhante trabalho, o zelo e a dedicação no desempenho das atribuições na Justiça Eleitoral, relativa ao pleito de 3 de outubro de 1996.

A Presidência, a Vice-Presidência e a Corregedoria-Geral da Justiça, assim como todos os colegas magistrados e servidores que atuaram com o magistrado ao longo de décadas, lamentam profundamente a morte do juiz e expressam solidariedade à família neste momento de dor e luto.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se