segunda-feira, 15 de julho de 2024
InícioCidadesPolicial militar é preso acusado de trabalhar para integrante de facção em...
FARDA MANCHADA

Policial militar é preso acusado de trabalhar para integrante de facção em Cuiabá

A esposa do faccionado e outro homem também foram detidos

THAIZA ASSUNÇÃO – DA REDAÇÃO 

Um policial militar identificado pelas iniciais R.J.S.A., de 39 anos, foi preso na noite desta quinta-feira (25), no Bairro Pascoal Ramos, em Cuiabá,  acusado de trabalhar para um integrante do Comando Vermelho. A esposa do faccionado e outro homem também foram detidos.

De acordo com o boletim de ocorrência, uma equipe da Polícia Militar estava em patrulhamento na área quando se deparou com uma caminhonete Chevrolet S10 branca em atitude suspeita em frente a uma propriedade rural, tendo como passageiro o PM, outros dois homens e uma criança.

Ao serem abordados, o militar afirmou que estaria saindo da chácara de conhecidos e estava desarmado. Como nada de ilícito foi encontrado, todos foram liberados.

Logo depois, uma testemunha relatou aos militares que viu os ocupantes da S10 jogarem duas armas para fora do veículo. No local indicado, foram localizadas uma pistola Glock calibre 9mm com 14 munições, e uma pistola Taurus calibre 45 com seis munições.

Os policiais realizaram uma nova abordagem à caminhonete, momento em que o condutor tentou fugir em alta velocidade, mas sem sucesso.

No veículo, os agentes encontraram somente o PM e outro homem preso, identificado como D.M.A.. No interior da caminhonete, foi apreendida uma munição calibre 45 intacta.

Ao retornarem à chácara de onde saiu o veículo, os militares descobriram que a proprietária, identificada como A.C.M.M., é esposa de um integrante da facção criminosa preso na Penitenciária Central do Estado (PCE).

Segundo o B.O., ela relatou que o policial e D.M.A. trabalhavam para seu marido e teriam ido à propriedade para desenterrar armas e drogas.

A mulher contou que os homens foram até os fundos da chácara para testar as armas de fogo e levaram com eles uma sacola preta contendo os entorpecentes.

O  Batalhão de Operações Especiais (Bope) foi acionado e o cão farejador da unidade encontrou a droga escondida na propriedade.

O PM, o homem e a dona da chácara encaminhados A Central de Flagrantes pelos crimes de tráfico de drogas, receptação, associação criminosa, porte ilegal de arma de fogo, alteração de arma de fogo e desobediência.

Em nota, a Polícia Militar informou que a Corregedoria-Geral instaurou um procedimento administrativo contra o militar e reforçou que não coaduna com nenhum tipo de desvio de conduta e atividade ilícita praticada por membros da instituição.

 

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se