quinta-feira, 18 de abril de 2024
InícioCidadesPreso, homem confessa que estuprou e matou idosa em Cuiabá
CRIME BRUTAL

Preso, homem confessa que estuprou e matou idosa em Cuiabá

O crime ocorreu na manhã de quinta-feira (28), no bairro Despraiado

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), prendeu em flagrante o autor de um bárbaro crime de roubo, estupro e feminicídio contra uma idosa, de 84 anos, em Cuiabá.

O crime ocorreu na manhã de quinta-feira (28), no bairro Despraiado.

O autor de 34 anos era funcionário de uma distribuidora de gás vizinha à residência da vítima e confessou o crime.

Ele alegou que entrou na casa da idosa com a intenção de roubar seu celular e dinheiro para comprar drogas e bebida alcoólica, mas acabou matando a vítima.

O corpo de Horaide Bueno Stringuini, 84 anos, foi encontrado no final da manhã do crime. A vítima estava sobre a cama, seminua, apresentando sinais de violência sexual, com duas perfurações no tórax, causadas por arma branca.

A faca utilizada no crime foi encontrada em um terreno ao lado da residência da vítima.

Familiares informaram que a vítima morava sozinha e que um neto havia falado com ela por volta das 07h30, indicando que o crime, ocorreu após esse horário.

Câmeras de segurança 

A equipe da DHPP conseguiu identificar o autor por meio de imagens de câmeras de segurança da distribuidora de gás, ao lado da casa da vítima.

O homem pulou o o muro lateral da residência, com um par de botas de cor preta e uma sacola verde.

Por meio das imagens, foi possível identificar que se tratava do funcionário da distribuidora. A bota que ele utilizava no trabalho e que carregava no momento em que saiu da casa da vítima foi localizada em um terreno na rua acima do local do fato.

O homem foi preso em flagrante na madrugada de sexta-feira (29).

O delegado Nilson André Faria de Oliveira autuou o autor pelos crimes de roubo qualificado, estupro com resultado morte e homicídio qualificado pelo motivo futil, recurso que impossibilitou a defesa da vítima e feminicídio, sendo posteriormente o preso colocado à disposição da Justiça.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se