quinta-feira, 18 de abril de 2024
InícioDestaque Principal“Menor custo, menor prazo e mais segurança”, diz Mendes sobre obras no...
"CORTE" NO PAREDÃO

“Menor custo, menor prazo e mais segurança”, diz Mendes sobre obras no Portão do Inferno

Projeto terá investimento de R$ 29,5 milhões do Governo do Estado e aguarda autorização do Ibama e ICMBio para ser iniciado

O governador Mauro Mendes classificou como “mais barata, mais rápida e mais segura” a obra para barrar os desmoronamentos no trecho conhecido como Portão do Inferno, na MT 251.

Mauro assinou a ordem de serviço para a empresa realizar as intervenções no local. Agora, o início das obras depende de autorização do Ibama e ICMBio, por se tratar de um território sob tutela do Governo Federal.

“A solução construída pelos profissionais de engenharia da Secretaria de Infraestrutura, junto com empresas de consultorias, depois de uma série de elementos técnicos e econômicos, apresentou as melhores alternativas. Tem o menor custo e o menor prazo de execução, além de mais segurança e menor impacto socioeconômico”, destacou.

O Governo de Mato Grosso irá investir R$ 29,5 milhões para obras de retaludamento, que consiste na retirada do “morro” que forma o Portão do Inferno, além do recuo da estrada atual em 10 metros.

“Com o início das obras, eliminando uma parte daquele morro, vamos conseguir liberar o trânsito por completo em dois meses. E em até 120 dias vamos acabar com esse transtorno”, destacou o governador.

O governador também anunciou uma linha de crédito dentro da Agência de Fomento Desenvolve MT para auxiliar os empresários e estabelecimentos na rota entre Cuiabá e Chapada dos Guimarães.

“Todos os bares, botecos, quiosques e restaurantes nesse caminho até Chapada terão uma linha de crédito à disposição para que não sejam prejudicados financeiramente e continuem investindo”, disse.

Mauro ressaltou que a Sinfra encaminhou, no dia 13 de março, o projeto de engenharia e a dispensa de licenciamento ambiental para as obras ao Ibama e ICMBio.

“Ontem nós fizemos um pedido de reforço, alertando para a importância e emergência que está presente nesse caso. Pedimos para que façam a autorização imediata. Após a autorização, a empresa contratada para as obras, a Lotufo Engenharia, poderá iniciar as obras”, explicou.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se