quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024
InícioCidadesPMs são suspeitos de tentativa de chacina contra moradores de rua: "Desgosto",...
DOIS MORRERAM

PMs são suspeitos de tentativa de chacina contra moradores de rua: “Desgosto”, diz comandante

Caso ocorreu na madrugada de quarta-feira (27), em Rondonópolis (a 215 km de Cuiabá).

THAIZA ASSUNÇÃO  – DA REDAÇÃO 

Dois policiais militares são acusados de serem os responsáveis pela tentativa de chacina contra moradores de rua, na madrugada de quarta-feira (27), em Rondonópolis (a 215 km de Cuiabá).

Dois deles morreram e outros dois ficaram feridos.

De acordo com o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Alexandre Mendes, os militares já foram identificados, mas estão foragidos.

Em nota, o coronel afirmou que todas as providências estão sendo tomadas para responsabilizá-los.

“Ao tomar conhecimento da participação de dois policiais militares nos bárbaros homicídios em Rondonópolis dias atrás, nosso sentimento é de desgosto e zelo pela tropa que não se confunde com tais práticas”, disse.

“Dessa forma, temos a informar que a PMMT toma desde já todas as providências na direção de responsabilizar os envolvidos em sede disciplinar. Ressaltamos ademais que ambos foram devidamente identificados, e que, nesta hora, a investigação da Polícia Civil conta irrestritamente com todo nosso apoio”, acrescentou.

O caso

Os suspeitos passaram atirando contra as vítimas em uma Land Rover verde.

As vítimas fatais foram identificadas como Odinilson Landvoigt de Oliveira, de 41 anos, e Thiago Rodrigues Lopes, de 37.

Ficaram feridos Oziel Ferle da Silva, de 35, e William Pereira de Oliveira Filho, de 25.

Leia a nota do coronel na íntegra:

“Exaltar como fazemos o trabalho honrado da esmagadora maioria de policiais militares não nos poupa o dever, em ocasiões como esta, de constatar a existência nefasta de uma minoria que conspurca a farda que enverga. Ao tomar conhecimento da participação de dois policiais militares nos bárbaros homicídios em Rondonópolis dias atrás, nosso sentimento é de desgosto e zelo pela tropa que não se confunde com tais práticas. Dessa forma, temos a informar que a PMMT toma desde já todas as providências na direção de responsabilizar os envolvidos em sede disciplinar. Ressaltamos ademais que ambos foram devidamente identificados, e que, nesta hora, a investigação da Polícia Civil conta irrestritamente com todo nosso apoio. Por fim, assevero que a Corregedoria da PMMT através dos procedimentos cabíveis dará a pronta resposta à sociedade mato-grossense, em vista da Vida, bem-maior que defendemos e dos policiais militares que fazem jus a esse propósito.”

 

 

 

 

 

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se