sexta-feira, 14 de junho de 2024
InícioCidadesJuiz recebe denúncia do MPE e pedreiro vira réu por matar e...
CRIME BÁRBARO

Juiz recebe denúncia do MPE e pedreiro vira réu por matar e estuprar mãe e filhas 

Ele está preso na Penitenciária Central do Estado, em Cuiabá

THAIZA ASSUNÇÃO – DA REDAÇÃO 

O juiz Rafael Depra Panichella, da 1ª Vara Criminal de Sorriso, recebeu denúncia do Ministério Público Estadual (MPE) e tornou réu o pedreiro Gilberto Rodrigues dos Anjos, de 32 anos, pela chacina de uma mulher e as três filhas em Sorriso (a 415 km de Cuiabá).

Cleci Calvi Cardoso, de 46 anos e as filhas Miliane Calvi Cardoso, de 19, Manuela Calvi Cardoso, de 13, e Melissa Gabriela Cardoso, de 10, foram brutalmente assassinadas pelo pedreiro na noite do dia 24 de novembro, após ele invadir a residência da família no Bairro Florais da Mata. A mãe e as duas filhas mais velhas ainda foram estupradas pelo criminoso.

Elas foram encontradas mortas, com diversos ferimentos no corpo na manhã do dia 27 de novembro.

O recebimento da denúncia foi confirmado pela assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça de Mato Grosso. O processo está em segredo de Justiça.

Gilberto foi denunciado quatro vezes pelo crime homicídio com as seguintes qualificadoras: meio cruel, recurso que impossibilitou a defesa da vítima, garantir a execução de outro crime e menosprezo à condição de mulher (feminicídio).

Contra as vítimas menores de idade, os homicídios receberam mais uma qualificadora, que é de crime cometido contra menor de 14 anos, previsto na Lei Henry Borel.

O Ministério Público também imputou uma causa de aumento de pena, pois os crimes foram praticados na presença física de ascendente e descendente das vítimas.

Além dos homicídios qualificados, Gilberto foi denunciado pelos crimes de estupro contra duas vítimas adultas e estupro de vulnerável contra uma vítima menor.

O pedreiro trabalhava em uma obra próxima à residência da família e observou as vítimas antes de cometer os crimes.

Ele foi preso em flagrante na mesma manhã em que foram encontrados os corpos das vítimas e confessou o crime bárbaro.

O pedreiro está recluso na Penitenciária Central do Estado (PCE), em Cuiabá.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se