segunda-feira, 22 de abril de 2024
InícioPolítica“Posição de Emanuel é confortável e permite pensar em disputa ao Governo”

“Posição de Emanuel é confortável e permite pensar em disputa ao Governo”

Prefeito não descarta ir às urnas e disse que começará percorrer interior do Estado

O secretário de Planejamento de Cuiabá, Zito Adrien, afirmou ver com naturalidade a possibilidade de o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) concorrer ao Governo do Estado, na eleição de 2022.

Nos últimos meses, o emedebista vem admitindo uma disputa, por entender que o governador Mauro Mendes (DEM) faz uma administração “que governa para poucos”. Nesta semana, inclusive, o prefeito disse que passará a viajar pelo interior do Estado.

“Por enquanto, ele ainda não tem nenhuma decisão. Foi eleito e tem colocado que deve completar seus quatro anos de mandato, porém ele não fechou as portas e pode sim ser candidato”, disse.

“A posição do prefeito Emanuel Pinheiro, pelo que ele já fez em Cuiabá, pela administração que está fazendo é muito confortável e o permite pensar nessa disputa”, emendou.

As declarações foram dadas pelo secretário nesta semana, em entrevista à Rádio CBN Cuiabá.

Ainda conforme Zito, o prefeito tem uma sintonia muito boa com o vice-prefeito José Roberto Stopa (PV), o que lhe daria tranquilidade caso precisasse deixar o mandato para tentar uma nova disputa.

“Stopa está afinado com o prefeito e muito afinado com Cuiabá, com as lideranças comunitárias da cidade, sabe o que precisa ser feito em Cuiabá. Se for para ter uma continuidade de gestão, com Stopa não teria problema nenhum”, disse.

O secretário ainda minimizou a dificuldade encontrada pelo prefeito em vencer a disputa à reeleição na Capital.

No primeiro turno da eleição, Emanuel chegou a perder para o então candidato Abílio Júnior (Podemos).

“Emanuel disputou contra todas as forças políticas do Estado: contra a máquina do Governo do Estado, pouca participação ou nenhuma pode se dizer da bancada federal, os deputados estaduais, pouquíssimos estavam com a gente. Então, foi uma campanha que tivemos contra tudo e contra todos”, disse.

“Ele, praticamente foi sozinho na campanha e teve uma vitória no segundo turno, onde demonstrou sua força em uma virada espetacular, que nunca havia acontecido aqui na Capital. Por isso vejo uma nova disputa com muita naturalidade”, concluiu.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se