quinta-feira, 23 de maio de 2024
InícioPolítica“Emanuel faz bravata, mas não mostra viabilidade do VLT”

“Emanuel faz bravata, mas não mostra viabilidade do VLT”

O prefeito se opõe à troca de modal e defende realização de plebiscito

O vereador Diego Guimarães (Cidadania), um dos principais nomes de oposição ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) na Câmara, voltou a criticar a postura do gestor em meio à discussão em torno da mudança de modal a ser implantado na Capital.

O prefeito se opõe à troca de VLT para BRT, tal como foi decidido pelo governador Mauro Mendes (DEM).

“Não sei o que o Emanuel tem com esse consórcio do VLT, acho que uma relação íntima e escusa que talvez ele tenha e que o leve a fazer essa defesa tão grande do VLT”, disse o vereador, em entrevista à Rádio CBN Cuiabá.

“Mas ele, como prefeito, não usou a secretaria de Mobilidade Urbana, secretaria de Obras para demonstrar tecnicamente a viabilidade do VLT e o desafio a fazer isso. Ficar de bravata e brigando com o governador não leva a nada”.

O vereador também se mostrou contrário à realização de um plebiscito – tal como é defendido pelo prefeito – para que o assunto seja definido por meio de uma consulta popular.

Diego classifica o plebiscito como “patético” e diz que, neste momento, apenas posicionamentos técnicos devem ser levados em consideração nessa escolha.

“O plebiscito terá muito dinheiro público sendo gasto com campanha eleitoral porque vai ser uma campanha. Mas essa é uma decisão técnica. Quem deve dizer sobre a viabilidade técnica de uma obra são engenheiros, arquitetos, engenheiros de tráfego”.

“Eles é que dirão qual modal é economicamente viável. O prefeito tem que parar com essa guerrinha e olhar pelo cidadão que não aguenta mais andar em latas velhas. Isso que nós precisamos, independente de ser BRT ou VLT, que se mostre a viabilidade técnica e econômica”.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se