segunda-feira, 22 de abril de 2024
InícioPolíticaVereador cobra apuração sobre remédios vencidos, mas vê “sensacionalismo” da oposição

Vereador cobra apuração sobre remédios vencidos, mas vê “sensacionalismo” da oposição

Tucano chamou colega da oposição de "fake news"

O vereador Renivaldo Nascimento (PSDB) afirmou que defende a apuração “rigorosa” do episódio que veio a público na última semana, envolvendo a descoberta de centenas de remédios vencidos no Centro de Medicamentos e Insumos da Capital.

“Como cidadão e como vereador, quero a apuração rigorosa desses fatos. Existe indício de um crime e ele precisa ser apurado. Por que não houve o descarte necessário? Por que não houve acompanhamento para não deixar vencer e mandar para as unidades, hospitais filantrópicos”, questionou, em entrevista à Rádio CBN Cuiabá.

“Temos que apurar e ver realmente qual a extensão desse suposto crime, os responsáveis pela aquisição desses medicamentos, quando que eles venceram e de quem foram adquiridos. Além de apurar qual foi o montante pago”, emendou o tucano.

Leia mais: Vereador propõe “CPI dos remédios vencidos” e já tem assinaturas para criação

Apesar das declarações, Renivaldo fez críticas ao comportamento de membros da oposição por conta desse episódio. Sem citar nomes, disse que “muitos ficaram felizes” e com “alegria estampada no rosto” ao presenciar tal situação.

Segundo Renivaldo, tal comportamento teria ocorrido, uma vez que, parte da oposição, age de forma “sensacionalista” e visando a “autopromoção”.

“É a tal história. Fazem parte da oposição, não têm serviço prestado a Cuiabá, no sentido de obras. Então, estão na função deles. Respeito, mas não concordo, porque não é do meu perfil”.

As críticas do tucano foram mais contundentes em relação ao colega Diego Guimarães (Cidadania), um dos que participou da vistoria que resultou na descoberta dos medicamentos vencidos.

Renivaldo chegou a ironizar o fato de Diego – mesmo licenciado, em razão de uma operação a que foi submetido – ter participado da ação na última semana.

“O Diego vem de um sistema de críticas e sensacionalismo, o que ele faz é por autopromoção. Ele é um fake news. Está de licença médica, impossibilitado de trabalhar na Câmara, mas estava lá. Porque? Por conta do sensacionalismo. Ele tinha que sair na foto”, disse.

“Eu não tenho compromisso com o erro, defendo uma apuração séria e rigorosa. Mas vejo muita gente da oposição politizando essa situação e politizando por baixo, com sujeira. Vejo covardia de alguns e repito, com objetivo único de se autopromover”, concluiu.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se