quinta-feira, 18 de julho de 2024
InícioCidadesEmpresário admite abalo psicológico de Deyverson, mas nega "corpo mole"
SEM CLIMA PARA RISADAS

Empresário admite abalo psicológico de Deyverson, mas nega “corpo mole”

Segundo Filipe Dias, não existe mais clima para brincadeiras ou risadas

DO OLHAR ESPORTIVO

O empresário do atacante Deyverson, Filipe Dias, deu uma nova declaração nesta quinta-feira (6), após as notícias de que o jogador estaria fazendo “corpo mole” durante os treinamentos do Cuiabá, no CT Manoel Dresch.

Conforme Filipe, o desfecho do relacionamento entre o clube e o atleta poderia ter sido diferente, principalmente depois de dois anos.

“O Cuiabá e o Deyverson viveram momentos importantes nesses dois anos. Poderia ter acabado diferente. É triste ver um jogador como o Deyverson, dentro e fora de campo, desse jeito. É triste ver uma pessoa querida, que recebe muito carinho de todos, assim. Não sei como isso vai acabar, mas é tudo bem triste. Nesse momento, ele está sofrendo. É um garoto bom de grupo. Mantém amizade com todos por onde passou, desde o Palmeiras até o clube espanhol (Alavés). E ele tem amigos no Cuiabá. Ninguém fica feliz em ver um amigo assim. Não vejo forma disso mudar a curto prazo, não dá pra esquecer o que estão fazendo com ele e ele voltar a treinar sorrindo.”

De acordo com o empresário, não existe mais clima para brincadeiras ou risadas, além de enfatizar que o atacante está abalado psicologicamente.

“Agora sai nota que ele está fazendo corpo mole? Ele está mal, psicológico mal, não tem condição. Não tem clima, só se ele não tivesse memória ou fosse um robô para estar lá com sorrisinho, brincando e dando o seu melhor. Essa falta de humanismo que as pessoas não entendem. O Deyverson joga em alto nível há 13 anos. Essa é a primeira vez que dizem que ele faz corpo mole”, finalizou Dias.

As informações são da emissora ESPN.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se