sábado, 13 de julho de 2024
InícioCidadesComandante da PM cita revolta e cobra discussão sobre pena perpétua ou...
ASSASSINATO DE SARGENTO

Comandante da PM cita revolta e cobra discussão sobre pena perpétua ou sem progressão

Odenil Alves Pedroso foi baleado na cabeça em frente a UPA da Moradora do Ouro por um criminoso em uma moto

THAIZA ASSUNÇÃO – DA REDAÇÃO 

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Alexandre Mendes, expôs sua revolta com o assassinato do sargento Odenil Alves Pedroso, em Cuiabá, e cobrou dos legisladores uma discussão sobre pena perpétua ou sem progressão.

O sargento foi baleado na cabeça em frente a UPA da Moradora do Ouro por um criminoso em uma moto, na tarde desta terça-feira (28).  Ele foi socorrido por um helicóptero do Ciopaer até o Hospital Municipal da Capital, mas não resistiu e morreu no início da noite.

“Depois de lutar na mesa de cirurgia até o fim, bravamente, nos deixa o Sgt Odenil Alves. Chora a PM o sangue de seu herói que ainda está no asfalto onde tombou cumprindo o seu dever”, disse o comandante em nota enviada à corporação após a confirmação da morte de Odenil.

“Dilacerados estamos todos a perguntar: Que país é esse onde um criminoso pode assassinar um policial sem esperar uma pena perpétua ou, no mínimo, uma pena sem qualquer tipo de progressão? Com a palavra nossos legisladores! É com a revolta do pai que perde seu filho que não dormirei essa noite, certamente”, acrescentou.

O comandante frisou que as Forças de Segurança não irão dar trégua até prender os criminosos.

“Agora, ainda mais, dedicaremos toda nossa energia e sentimento na caça aos criminosos. A operação está em andamento, sem trégua, e não terá fim enquanto não houver pronta resposta”, pontuou.

Também em nota, o governador Mauro Mendes (União) disse ser “um crime covarde que nos deixou muito consternados”. Q

O secretário de Estado de Segurança Pública, César Roveri, adirmou que “um crime absurdo como esse não passará impune”.

O crime

Câmeras de segurança da região flagraram o momento que o militar sai da UPA e caminha até uma lanchonete.

Em seguida o criminoso surge pilotando uma moto Honda Biz. Ele desce do veículo, caminha em direção a vítima e atira à queima roupa na cabeça da vítima.

O bandido fugiu em seguida e até o momento não foi localizado

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se