domingo, 21 de julho de 2024
InícioCidadesPor dívidas com o Mixto, Justiça determina bloqueio das contas bancárias do...
BILHETERIA DIVIDIDA

Por dívidas com o Mixto, Justiça determina bloqueio das contas bancárias do Cuiabá

Segundo o Mixto, o débito é referente a estreia do Campeonato Mato-grossense 2023, quando os clubes decidiram dividir os lucros da bilheteria do jogo

O juiz Gilberto Bussiki, da 9ª Vara Cível de Cuiabá, determinou o bloqueio das contas bancarias do Cuiabá Esporte Clube. A decisão foi tomada devido ao não pagamento de R$ 18,5 mil ao Mixto referentes ao jogo da estreia do Campeonato Mato-grossense de 2023.

Na partida, as diretorias decidiram dividir igualmente as despesas e lucros. O confronto contou com público superior a 7,5 mil pessoas e a renda bruta de R$117,3 mil. O Auriverde venceu o Tigre por 4 a 1, na Arena Pantanal, no dia 21 de janeiro.
Após o término do jogo, o Dourado se dispôs a repassar R$ 18,5 mil ao Alvinegro, que alega nunca ter recebido o dinheiro. Além disso, o Mixto discorda com o valor proposto pelo Auriverde.
Conforme o Tigre, a planilha de despesas de jogo consta gastos particulares do Cuiabá como alimentação para os atletas no vestiário depois do jogo, contratação de mascote, apostas na loteria Timemania, diária do profissional de marketing específico do clube, entre outros.

Para o Mixto, o valor dividido igualmente às equipes deveria ser em torno de R$ 29,7 mil. Ainda de acordo com o Alvinegro, a diretoria tentou conversar de forma amigável e conciliatória com o Cuiabá.

“O Mixto tem tentando resolver a situação há quase um ano de forma administrativa e amigável, mas jamais fomos sequer atendidos pelo Cuiabá. Quando tivemos retorno sempre recebemos muita arrogância e indiferença, o que demonstra o interesse claro do Cuiabá em realizar o calote da renda dividida”, afirmou o presidente do Mixto e advogado, Vinícius Falcão.
A ação foi proposta pelo Mixto e tem como advogado o torcedor mixtense, Eduardo Costa e Silva. O mérito da ação vai deliberar sobre o pagamento da diferença e os danos morais causados ao Alvinegro.
A reportagem do Olhar Esportivo entrou em contato com a diretoria do Cuiabá, que ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Janeiro de 2023

Conforme divulgado pelo Olhar Esportivo na época, a diretoria do Mixto tomou a decisão de não aceitar a prestação de contas e autorizou o Cuiabá a ficar com 100 % das receitas.

“Esse dinheiro será muito importante para o Cuiabá neste momento de reestruturação do seu time”, provocou o investidor do clube, Dorileo Leal, na ocasião.

Do Olhar Esportivo

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se