terça-feira, 25 de junho de 2024
InícioCidadesCoronel suspeito de financiar morte foi subsecretário de Segurança em Minas Gerais
CASO ZAMPIERI

Coronel suspeito de financiar morte foi subsecretário de Segurança em Minas Gerais

THAIZA ASSUNÇÃO – DA REDAÇÃO 

O coronel do Exército Etevaldo Luiz Caçadini de Vargas, preso nesta segunda-feira (15) acusado de envolvimento na morte do advogado Roberto Zampieri, integrou a Secretaria de Estado de Segurança Pública de Minas Gerais na primeira gestão do governador Romeu Zema (Novo).

Luiz Caçadini foi nomeado em janeiro de 2019 para chefiar a Subsecretaria de Integração de Segurança Pública do governo de Minas Gerais. Em setembro do mesmo ano, ele foi exonerado do cargo a pedido.

Em 2022, Caçadini recebeu o Título de Cidadania Honorária pela Câmera Municipal de Belo Horizonte.

Atualmente, ele trabalhava como diretor da Consultoria de Inteligência e Estratégia Empresarial Ltda e da Treinatur, empresas especializadas em treinamentos na área de segurança.

Zampieri foi assassinado no dia 5 de dezembro, no Bairro Bosque da Saúde, em Cuiabá.

A prisão temporária de Luiz Caçadini foi cumprida pela Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) da Capital mato-grossense em Belo Horizonte (MG). Ele também foi alvo de um mandado de busca e apreensão.

De acordo com o delegado Nilson Farias, o coronel é suspeito de ter financiado o homicídio e foi deletado por outros suspeitos.

Etevaldo é o quarto acusado preso por envolvimento na morte de Zampieri.

Antes dele, a Polícia prendeu a empresária mineira Maria Angélica Caixeta Gontijo, que teria encomendado o assassinato; Antônio Gomes da Silva, suspeito de ser executor do assassinato; e Hedilerson Martins Barbosa, que teria intermediado o crime. 

O crime

O crime ocorreu quando o advogado deixava seu escritório Zampieri & Campos, do qual era sócio.

Uma câmera de segurança registrou o momento da execução.

O advogado entrou em seu veículo, um Fiat Toro, e foi assassinado pelo homem que passava a pé pela calçada.

Ele atirou várias vezes contra a vítima e depois fugiu.

 

 

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se