domingo, 3 de março de 2024
InícioCidadesDelegado: “Crime de ódio; PMs saíram para matar sem nenhuma motivação”
EXECUÇÃO DE MORADORES DE RUA

Delegado: “Crime de ódio; PMs saíram para matar sem nenhuma motivação”

Um militar foi preso na manhã desta sexta-feira (29) e outra está foragido

THAIZA ASSUNÇÃO E CAMILA RIBEIRO – DA REDAÇÃO 

O delegado regional de Rondonópolis, Thiago Garcia Damasceno, classificou como “crime de ódio” a tentativa de chacina praticada por policiais militares contra moradores de rua, em Rondonópolis. Dois homens morreram e outros dois ficaram feridos.

O policial militar Cássio Teixeira Brito foi preso na manhã desta sexta-feira (29). O segundo suspeito, o policial militar do Bope, Elder José da Silva, está foragido.

“Preliminarmente, o que podemos dizer é que não existe uma causa que gerou essa ação violenta. Foi simplesmente um crime de ódio mesmo, sem motivação, sem um alvo específico. Foram para simplesmente matar pessoas em situação de rua. Pessoas que já vivem numa situação de hipossuficiência, que já sofrem pela ausência de assistência do Estado”, disse o delegado.

“As pessoas confundem aquelas pessoas com criminosos, mas nem todos são. A gente não sabe a história de cada um que está ali”, acrescentou.

Segundo o delegado, a Polícia Civil conseguiu chegar nos autores do crime após Elder dar entrada em um hospital da cidade vítima de um disparo acidental logo depois dos fatos.

Os dois militares chegaram na unidade com o mesmo carro visto na cena do crime, uma Land Rover verde.

“Uma das vítimas sobreviventes descreveu que viu o carona passar a arma para que o motorista efetuasse os disparos. Acredito que, no nervosismo, um pode ter ferido o outro com disparo acidental. Depois, eles registraram  um boletim de ocorrência com uma desculpa muito esdrúxula, que fez com que a Polícia Civil desconfiasse”, disse.

O caso

O caso ocorreu na madrugada de quarta-feira (27).  Os suspeitos passaram atirando contra as vítimas em uma Land Rover verde.

As vítimas fatais foram identificadas como Odinilson Landvoigt de Oliveira, de 41 anos, e Thiago Rodrigues Lopes, de 37.

Ficaram feridos Oziel Ferle da Silva, de 35, e William Pereira de Oliveira Filho, de 25.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se