segunda-feira, 17 de junho de 2024
InícioCidadesPolícia prendeu trio acusado de sequestrar, torturar e matar trabalhadores durante rodeio
"TRIBUNAL DO CRIME"

Polícia prendeu trio acusado de sequestrar, torturar e matar trabalhadores durante rodeio

Said de Souza Rios e Marcos Vinícius foram mortos em julho deste ano em Arenápolis

A Delegacia de Arenápolis prendeu nesta terça-feira (5) três integrantes de uma facção criminosa acusados de sequestrar, torturar e matar dois homens durante um evento de rodeio ocorrido em julho deste ano na cidade.

As vítimas, Said de Souza Rios, natural da Bahia, e Marcos Vinícius, natural do Maranhão, eram trabalhadores e residentes na cidade de Nova Marilândia.

De acordo com a Polícia Civil, eles  tiveram as mortes ‘decretadas’ em um famigerado tribunal do crime da facção criminosa porque, supostamente, pertenceriam a uma facção rival. Os corpos deles continuam desaparecidos.

Foram presos hoje T.G.S.O., de 28 anos, J.A.M., de 30 anos e C.A.E.S., de 18 anos. A mulher, de 28 anos, é apontada nas investigações como a mandante do crime e também a responsável por gerenciar o tráfico de drogas nos municípios de Nova Marilândia e Arenápolis. Os outros presos ocupavam a função de disciplina da facção criminosa em Arenápolis.

A Polícia Civil apurou que Said e Marcos foram sequestrados durante o Rodeio de Arenápolis e posteriormente levados a uma obra inacabada.

No local, foram torturados e depois mortos com golpes de faca. Após o homicídio, os criminosos colocaram os corpos das vítimas em um veículo e os levou até uma região de mata.

Familiares das vítima procuraram a Delegacia de Arenápolis, que iniciou as investigações e, após uma série de diligências, quebras de sigilo e coleta de informações, a equipe policial chegou à identificação dos responsáveis diretos pelos crimes.

Com base nas informações coletadas, o delegado de Arenápolis, Hugo Abdon, solicitou a prisão preventiva dos envolvidos ao Poder Judiciário.

“A equipe da Polícia Civil de Arenápolis continua firmemente empenhada em localizar os corpos de Said Rios e Marcos Vinícius, que permanecem desaparecidos até o momento”, explicou o delegado Hugo Abdon.

Todos os alvos têm extensa ficha criminal e parte deles foi presa anteriormente. Os investigados responderão por homicídio triplamente qualificado, tortura e participação em organização criminosa. Dois ainda seguem foragidos.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se