sexta-feira, 1 de março de 2024
InícioCidadesPolícia prende casal e localiza corpo de manicure desaparecida em MT
OPERAÇÃO FACES OCULTAS

Polícia prende casal e localiza corpo de manicure desaparecida em MT

Suspeitos também são acusados manter casal de idosos, donos de uma fazenda, em cárcere privado

A Polícia Civil prendeu um casal acusado de matar uma manicure em outubro deste ano em Canarana ( a 823 km de Cuiabá) e ocultar o corpo da vítima.
Os restos mortais da mulher foram localizados no sábado (02), durante a Operação Faces Ocultadas, enterrados em uma área de mata, à beira de um rio, na região.
Maria Roseane Feitosa da Silva, de 38 anos, estava desaparecida desde a manhã do dia 29 de outubro.
Durante as diligências investigativas, a equipe da  Delegacia de Canarana identificou que após ser rendida pelos suspeitos, Maria Roseane foi levada para uma fazenda.

Os policiais civis foram até a propriedade rural, e ao chegar no local se depararam com um casal de idosos, donos da fazenda, mantidos em cárcere privado.

O casal, ele de 70 anos e ela de 61 anos, ficaram cerca de três dias sendo mantidos como refém, sob a condição de serem soltos mediante o pagamento do valor de R$ 300 mil.

As vítimas foram ameaçadas e torturadas, chegando a sofrerem perfurações com faca e choques elétricos.

Diligências Ininterruptas

A Delegacia de Canarana passou a investigar e realizar buscas no intuito de descobrir o paradeiro dos suspeitos, bem como localizar a manicure desaparecida.

Com o aprofundamento das investigações, os policiais civis coordenados pelo delegado Flávio Leonardo Santana Silva, em conjunto com o Núcleo de Inteligência (NI) da Delegacia Regional de Água Boa, levantaram a localização do casal suspeito, o homem de 31 anos e a mulher de 27 anos.

PrisãoDurante a fuga, os dois investigados se separaram, sendo um seguido para a cidade de Guarulhos, no Estado de São Paulo, e outro para a cidade de Ourolândia, no Estado da Bahia.

Diante das informações foi solicitado apoio às forças de Segurança Pública de São Paulo e da Bahia, as quais  efetuaram a prisão do casal foragido, abordados praticamente ao mesmo tempo.

Conforme o delegado Flávio Leonardo Santana Silva, as investigações continuam a fim de esclarecer a real motivação do crime, bem como apurar a participação de mais pessoas.
Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se