quarta-feira, 17 de abril de 2024
InícioCidadesBlack Friday deve movimentar quase R$ 500 milhões em MT, diz pesquisa
NO DIA 24 DE NOVEMBRO

Black Friday deve movimentar quase R$ 500 milhões em MT, diz pesquisa

De acordo com a pesquisa do Sebrae/MT, a maioria dos consumidores mato-grossenses pretendem gastar, em média, mais de mil reais em compras na Black Friday 2023

A Black Friday 2023 está próxima e a expectativa de vendas no comércio varejista aumenta. Para o setor em Mato Grosso a previsão é que três a cada cinco consumidores gastem, em média, mais de mil reais em compras, o que pode resultar em uma movimentação de quase R$500 milhões em todo estado.

Os dados são da “Pesquisa de Intenção de Consumo para a Black Friday”, realizada pelo Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas em Mato Grosso (Sebrae/MT), que também faz alerta sobre golpes. A edição do evento deste ano será na semana do dia 24 de novembro (sexta-feira) e promete ser um período de oportunidades também para os consumidores em descontos e promoções atraentes.

De acordo com a pesquisa do Sebrae/MT, a maioria dos consumidores mato-grossenses pretendem gastar, em média, mais de mil reais em compras na Black Friday 2023. Porém, o ticket médio previsto é de R$720 reais e um perfil de consumidores mais analíticos. Ao serem abordados pelos pesquisadores, 54% dos consumidores afirmaram que costumam pesquisar antes de comprar e 34% disseram que a pesquisa on-line é o fator que mais influencia sua decisão de compra na Black Friday.

“No ambiente virtual, as propagandas de “Esquenta Black Friday” saem na frente com anúncios promocionais, que trazem uma prévia dos descontos que o consumidor deve encontrar”, observa Jaqueline Trentino, gestora de Pesquisas Temáticas do Núcleo de Inteligência de Mercado do Sebrae/MT e responsável pela pesquisa.

Dois fatores se destacam como importantes para os consumidores terem uma experiência de compra positiva: encontrar uma variedade de produtos (54%) a disposição e preços competitivos (49%).

“O sucesso desse evento tem se mantido no Brasil por entregar o que promete: descontos e promoções atraentes para o consumidor, que, geralmente, já sabe o que quer. Garantir um bom atendimento, ambiente seguro e facilidades de troca ou devolução também são para fidelizar esse público. Quando é feita uma boa entrega, cria-se uma boa experiência e as compras na Black Friday acaba por virar uma tradição para essa pessoa”, observa Jaqueline.

Outros fatores também se destacaram como relevantes para os mato-grossenses, que são: entrega rápida (36%), atendimento de qualidade (34%), facilidade de navegação no site (22%) e política de devolução flexível (9%).

Já quanto aos produtos que deverão ser mais procurados nesta edição estão os eletrônicos (49%), moda e vestuário (31%), móveis e decoração (25%), beleza e cuidados pessoais (22%), livros e mídia (17%), jogos e brinquedos (15%).

Golpes da Black Friday atrapalham vendas no comércio virtual

Os consumidores devem ficar atentos às ofertas on-line. O evento também atrai golpistas, que se aproveitam da vulnerabilidade dos consumidores e criam páginas e anúncios patrocinados falsos. De acordo com Jaqueline Trentino, qualquer um pode ser vítima de golpe no ambiente virtual e, os algoritmos, facilitam isso.

“Por exemplo, uma gestante ansiosa para fazer o enxoval do bebê, faz uma pesquisa sobre roupas de crianças. O algoritmo capta essa informação e começa a divulgar uma enxurrada de promoções de lojas conhecidas. Esse “assédio” publicitário é bom para garantir um preço competitivo ao comprador, mas também abre brecha para os oportunistas”, alerta Jaqueline.

Segundo ela, os golpistas criam sites e anúncios falsos para roubar dinheiro e dados dos consumidores.

“Esse é um problema grave que tem um efeito em cadeia, pois além de dar prejuízos ao consumidor, que paga por um produto que não irá receber, o golpe também afeta o comércio legal, que deixa de vender seus produtos”. Além disso, Os anúncios on-line falsos prejudicam também as lojas físicas, pois a partir dele o consumidor pode ir à loja na expectativa de adquirir um produto mais barato e ser frustrado ao descobrir que não é o preço que estava no anúncio. Isso gera um desconforto para os dois lados e afeta o relacionamento com o cliente, completa.

Sobre a Pesquisa
A “Pesquisa de Intenção de Consumo para a Black Friday”, realizada (Sebrae/MT), tem o objetivo de compreender, analisar e informar as expectativas e tendências dos consumidores durante o evento e aprimorar as estratégias de varejo e as experiências de compras durante a Black Friday.

Ao todo, foram entrevistados 347 consumidores do estado de Mato Grosso, entre os dias 05 e 07 de novembro. A pesquisa foi realizada via telefone e possui 95% de confiança e 5% de margem de erro.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se