sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024
InícioCidadesHomem que matou bolsonarista se entrega e nega crime por motivação política
APOIADOR DE LULA

Homem que matou bolsonarista se entrega e nega crime por motivação política

THAIZA ASSUNÇÃO – DA REDAÇÃO 

O homem acusado de matar o bolsonarista Valter Fernando da Silva, de 36 anos, por suposta motivação política se entregou à Polícia Civil no final da tarde desta terça-feira (21).

O crime ocorreu em um bar da cidade de Jaciara (a 143 km de Cuiabá), na noite de domingo (19).

Edno de Abadia Borges, de 62 anos, negou, entretanto, que agiu devido à divergência ideológica. Ele seria apoiador do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Segundo o delegado José Ramon Leite, que está à frente do caso, o suspeito alegou que agiu em legítima defesa após ter sido ameaçado e xingado pela vítima.

“Ele foi interrogado e entregou a arma do crime. No interrogatório ele negou que teria tido motivação política, falou que não teria nenhuma relação com a divergência de opiniões”, afirmou Leite.

“Basicamente alegou que teria agido em legítima defesa e, que antes disso, teria sido xingado pela vítima quando estava saindo do bar e que ele iria furá-lo”, explicou.

Ainda de acordo com o depoimento do acusado, a vítima o provocou até eles chegarem na porta da caminhonete.

Nesse momento, Edno afirmou que teve a sua camiseta puxada, abriu a porta do seu veículo, pegou a arma que estava em baixo da porta do motorista e efetuou os disparos.

Valter foi atingido por pelo menos dois tiros na região do abdômen e não resistiu.

A Polícia Civil segue investigando o caso.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se