sexta-feira, 19 de abril de 2024
InícioCidadesPor maioria, STJ nega novo pedido de liberdade a menor que matou...
CRIME NO ALPHAVILLE

Por maioria, STJ nega novo pedido de liberdade a menor que matou amiga

A atiradora está internada no Complexo Pomeri, desde o dia 19 de janeiro

Por 4 votos a 1, a Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou liberdade a adolescente de 15 anos que atirou e matou a amiga, em julho do ano passado, no Condomínio Alphaville, em Cuiabá.

O crime resultou na morte da menor Isabele Ramos, à época com 14 anos. A atiradora está internada no Complexo Pomeri, desde o dia 19 de janeiro.

O novo habeas corpus ingressado pela defesa da menor teve o julgamento iniciado no início do mês e concluído em sessão na tarde desta terça-feira (14).

O relator, ministro Antonio Saldanha, votou para manter a internação da menor.

Ele foi acompanhado pelos ministros Rogério Schietti, Olindo Menezes e Laurita Vaz.

Já o ministro Sebastião Reis se manifestou pela soltura da adolescente.

Condenação

A tragédia aconteceu no condomínio Alphaville, no momento em que o pai da atiradora – o empresário Marcelo Cestari – pediu que a filha guardasse uma arma em um dos quartos no andar superior da residência.

Ela teria ido até o banheiro em que estava Isabele, no momento em que ocorrer o disparou.

Em laudo, a Politec apontou que a atiradora estava com a arma apontada para o rosto da amiga.

A atiradora foi condenada pela juíza Cristiane Padim, da 2ª Vara Especializada da Infância e Juventude de Cuiabá.

A pena é de até 3 anos de internação, conforme o Estatuto da Criança e do Adolescente.

Na sentença, a magistrada aponta que a adolescente teve intenção de matar Isabele e, por isso, foi condenada por ato infracional análogo ao crime de homicídio doloso.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se