sexta-feira, 19 de julho de 2024
InícioCidadesSecretário de Saúde alerta para possível chegada de 3ª onda da Covid...

Secretário de Saúde alerta para possível chegada de 3ª onda da Covid em MT

No último ano, Mato Grosso viveu seu momento mais crítico diante da pandemia da Covid-19 no mês de agosto

O secretário de Estado de Saúde de Mato Grosso, Gilberto Figueiredo, afirmou ao Jornal da CBN Cuiabá, na manhã desta segunda-feira (24), que uma terceira onda da Covid-19 poderá assolar o estado.

Em entrevista ao jornal, o gestor afirmou que os dados levantados pela pasta indicam um aumento no número de internações, sobretudo em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), e também uma alta no número de contágios pela doença.

No último ano, Mato Grosso viveu seu momento mais crítico diante da pandemia da Covid-19 no mês de agosto, tendo registrado queda significativa nos índices relacionados a doença entre novembro e início de dezembro.

Contudo, após as festividades de fim de ano, no início de 2021 os números da pandemia no estado voltaram a subir. Nesse cenário, com os indicadores em alta – sobrepondo inclusive as taxas de ocupação e mortes diárias registradas em 2020 – Mato Grosso enfrentou um novo momento crítico, nomeado como segunda onda.

Posteriormente, o estado registrou uma nova queda no número de internações e contágios. Porém, nas últimas semanas, os indicadores têm voltados a subir, sinalizando a chegada de uma possível nova onda do vírus.

“Não podemos ainda afirmar efetivamente que é uma terceira onda, mas já temos condicionantes e indicativos que apontam para um possível crescimento de casos e já claramente identificados em nossos boletins um aumento na taxa de ocupação dos leitos de UTIs”, disse o secretário.

À reportagem, Gilberto Figueiredo afirmou ainda que a flexibilização de medidas restritivas associado a comportamento da população podem ter contribuído para esta nova alta da pandemia.

“A flexibilização das medidas de afastamento social concorre para essa elevação. Lembrando que estamos falando de uma doença transmitida de pessoa para pessoa. Hoje, o nível de isolamento social em Mato Grosso é o pior do país, em torno de 29%”, acrescentou o gestor.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se