quinta-feira, 23 de maio de 2024
InícioCidadesPolícia ouve familiares de jovem que morreu após fazer cirurgias plásticas

Polícia ouve familiares de jovem que morreu após fazer cirurgias plásticas

A delegada Luciani Barros Pereira de Lima, da 2ª Delegacia de Polícia de Cuiabá, que conduz o inquérito policial para apurar a morte de Keitiane Eliza da Silva, 27 anos, ouvirá nesta quarta-feira (28) familiares da vendedora de veículos. 

Os prontuários médicos de Keitiane requisitados aos dois hospitais, onde a paciente realizou as cirurgias estéticas, e também à unidade de saúde para onde ela foi encaminhada a uma UTI e veio a óbito, já foram entregues à delegada. 

“Estamos encaminhando para análise dos peritos os prontuários médicos do Valore Day e do Santa Rosa e solicitando uma perícia complementar ao laudo de necrópsia confeccionado pela Politec”, explicou a delegada.

A delegada reiterou que a investigação é bastante complexa e várias diligências estão em andamento para reunir informações que possam levar ao esclarecimento da morte de Keitiane. 

Necropsia 

O laudo de necropsia produzido por peritos do Instituto Médico Legal da Politec concluiu que Keitiane Eliza da Silva não sofreu lesões em órgãos ou vasos sanguíneos, após as cirurgias estéticas que ela realizou em um hospital de Cuiabá. A vendedora morreu em decorrência de um choque hemorrágico na madrugada de 14 de abril, horas depois de passar por quatro cirurgias. 

A perícia levantou a suspeita de ela possa ter sofrido um distúrbio de coagulação sanguínea, uma vez que houve diversos pontos de sangramento por todo o corpo. Essa suspeita será apurada com a análise dos prontuários médicos e exames que foram requisitados ao hospital onde a paciente realizou as cirurgias plásticas.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se