terça-feira, 16 de abril de 2024
InícioNotíciasCom nível de isolamento em 32%, Estado não descarta decretar lockdown em...

Com nível de isolamento em 32%, Estado não descarta decretar lockdown em MT

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, informou que o nível de isolamento social em Mato Grosso é de 32%, mesmo com a aplicação das medidas restritivas via decreto estadual. Caso o cenário se mantenha, o gestor afirmou que o Estado tomará medidas mais “drásticas”, como adoção do lockdown.

Em entrevista ao Jornal da CBN Cuiabá, na manhã de quarta-feira (17), o gestor apontou que o nível de isolamento está abaixo da linha mínima esperada, que é em torno de 40%. O panorama atual de 32% é verificado mesmo após o governo estadual ter determinado toque de recolher e restringido o horário de funcionamento de comércios, o que ficou conhecido como “mini lockdown”.

À reportagem, o gestor apontou que o Executivo estadual tem estudado medidas e se esforçado ao máximo para não adotar o lockdown, uma vez que a ação gera consequências diretas para todos os setores. Para barrar o avanço da Covid-19 em MT, o governador Mauro Mendes (DEM) estendeu o período de vigência do decreto com medidas restritivas até o dia quatro de abril.

“O Governo está apostando em mais um período, isso que estão chamando de ‘mini lockdown’. Se isso não for necessário, a decisão mais drástica, mais difícil, vai ter que ser tomada. Então, é importante que a população que neste momento ainda consegue laborar, que as atividades ainda funcionam, faça um rigoroso controle das medidas sanitárias”, disse Figueiredo.

“Não é vontade do governo do Estado, o governador não gostaria de decretar um lockdown e eu como secretário não gostaria que essa decisão fosse tomada. Mas, se essa for a única solução, depois de tentado o convencimento dos outros setores econômicos, seja a necessidade de fazer a contenção isso terá que ser tomado”, reiterou.

Diante deste cenário, o secretário fez um apelo à população se resguarde e adote as medidas sanitárias no combate à pandemia, a fim de que o vírus não faça mais vítimas e medidas mais restritivas não precisem ser adotadas.

“O governo do Estado, ainda neste momento, dando um recado à população estamos fazendo de tudo para não ter um lockdown. O lockdown vai trazer consequências para toda a população e para todos os setores econômicos. Por isso, por favor, deem uma adesão às iniciativas para que a gente possa segurar essa pandemia”, disse.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se