quinta-feira, 18 de abril de 2024
InícioEconomia & NegóciosSecretário admite risco de endividamento e diz: “Temos que viver um dia...

Secretário admite risco de endividamento e diz: “Temos que viver um dia por vez”

O secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, admitiu a possibilidade de um endividamento massivo da população mato-grossense com a abertura de linhas de crédito no aporte de R$ 55 milhões. Mesmo diante do risco, o gestor defendeu que “temos que viver um dia de cada vez”.

Conforme noticiado pelo Jornal da CBN Cuiabá na última semana, o governo de Mato Grosso anunciou três linhas de créditos voltadas para os setores mais atingidos pela pandemia da Covid-19. Na manhã desta segunda-feira (15), o secretário afirmou que o Estado espera uma adimplência de 100% com a liquidação dos créditos, mas assumiu o risco de dívida em massa.

“É um risco que corremos. Hoje, estamos vivendo uma guerra gigante, sem precedentes, em termos de saúde pública. Combatendo um vírus que foi uma surpresa para todo o planeta. Agora, temos que viver um dia de cada vez. Na medida em que as coisas forem acontecendo, vamos buscando as condições necessárias”, defendeu Miranda.

Além do possível endividamento em massa da população, o gestor foi questionado a respeito da “saúde financeira” dos cofres públicos para subsidiar a abertura dos créditos, que serão distribuídos para os setores de eventos, bares, restaurantes, microempreendedores individuais, pequenas e micro empresas.

Em resposta, o secretário apontou que o Estado tem fôlego econômico para sustentar o aporte financeiro. “Graças a esse trabalho de gestão, de reequilíbrio econômico, hoje o governo de Mato Grosso tem caixa para poder fazer esse enfretamento a essa situação que estamos vivendo não só em termos de saúde pública como também em termos econômicos”, disse.

“Estamos irrigando a economia de Mato Grosso com R$ 55 milhões através de uma agência de fomento. Uma agência que é para apoiar o pequeno e o micro empresário, não é para apoiar o grande. O grande tem acesso a outros recursos do sistema financeiro brasileiro e até internacional”, acrescentou.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se