terça-feira, 28 de maio de 2024
InícioNotíciasCuiabá tenta entrar em consórcio nacional para vacinar 400 mil pessoas contra...

Cuiabá tenta entrar em consórcio nacional para vacinar 400 mil pessoas contra Covid

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), encaminhou um projeto de lei à Câmara Municipal da Capital na manhã desta segunda-feira (8) para aderir a um consórcio nacional que objetiva comprar vacinas contra a Covid-19. À imprensa, o emedebista disse ter a expectativa de imunizar 400 mil cuiabanos.

O consórcio é uma parceria entre gestores que compõem a Frente Nacional de Prefeitos. A ação conjunta se dá após liberação do Supremo Tribunal Federal para que Estados e Municípios possam adquirir os imunizantes contra o coronavírus de forma descentralizada, sem dependência da União.

Em coletiva de imprensa, o prefeito apontou que cálculos iniciais apontam que as 800 mil doses necessárias para imunizar a população cuiabana podem custar até R$ 50 milhões aos cofres públicos.

“Nós precisamos de 440 mil doses no nosso plano de vacinação, que é a população cuiabana apta para ser vacinada. São 440 mil pessoas, não doses. Então, o que daria 880 mil doses. Levando em conta os que já foram vacinados, vamos levar em conta que foram 40 mil. Então, significa que nós precisamos de 400 mil doses. São duas doses, então é 800 mil”, disse Emanuel.

“Está mais ou menos U$ 10, o que dá em torno de 50 e poucos reais. Vamos ter aí na casa dos R$ 40 ou R$ 50 milhões de reais para vacinar toda a população. Mas, vamos ver o que nós conseguimos”, acrescentou.

Dados da Secretaria de Estado de Saúde apontam que Mato Grosso já registrou mais de 6 mil mortes pela Covid-19. Em Cuiabá, o número de óbitos e contágios pela doença é o maior em relação às demais cidades mato-grossenses.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se