terça-feira, 16 de abril de 2024
InícioPolíticaSenador critica ações de Bolsonaro e defende “despolitização da pandemia"

Senador critica ações de Bolsonaro e defende “despolitização da pandemia”

O senador Jayme Campos (DEM) criticou algumas das ações executadas pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no combate à pandemia da Covid-19. Para o parlamentar, o momento é de “despolitização”, uma vez que a vacinação contra o coronavírus tem sido feita de forma “pífia” no país.

Ao Jornal da CBN Cuiabá, na manhã desta terça-feira (02), o senador defendeu a autonomia dos estados na compra das vacinas, que até então tem se mantido centralizada pelo governo federal.

“Lamentavelmente, tem políticos que estão fora da casinha. O presidente Bolsonaro, somos apoiadores dele, mas nesse caso particularmente a gente tem que facilitar. É óbvio que sob o controle do Ministério da Saúde, das agências. Agora, tem que descentralizar, não deixar tudo na mão do governo federal”, afirmou Jayme.

O senador também não poupou críticas quanto à forma pela qual a distribuição dos imunizantes tem sido feita no país. Para Jayme, o governo federal não se organizou e dificultou o relacionamento com outros países no que diz respeito à compra de vacinas.

“Travou-se uma guerra entre o governo Bolsonaro brigando com a China, que colocou dificuldade para importar para o Brasil. E aí não fez o contrato com a Pfizer, não fez o contrato com a Índia. Comprador está no mundo inteiro e você começa a colocar dificuldade é aí que não vem aqui para nós. Vem para nós o resto do resto”, defendeu.

Por fim, o democrata apontou que o momento pede ponderação dos gestores, uma vez que as ações relativas à condução da pandemia têm se tornado palanque político.

“Tanto é que está aí pífia a vacinação que está sendo feita no Brasil. Lamentavelmente é o cidadão brasileiro que paga a conta”, disse. “Precisa ter o mínimo de responsabilidade e, sobretudo, despolitizar a questão da pandemia. Virou, parece, um palanque eleitoral, cada um querendo puxar para o seu lado”, reiterou.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se