sábado, 13 de julho de 2024
InícioCidadesMPE denuncia dona de creche e irmã por morte de bebê de...
HOMICÍDIO CULPOSO

MPE denuncia dona de creche e irmã por morte de bebê de cinco meses em VG

MPE também pede a condenação das irmãs ao pagamento de uma indenização em favor da mãe da vítima

THAIZA ASSUNÇÃO – DA REDAÇÃO 

O Ministério Público Estadual (MPE) denunciou a proprietária da creche Espaço Criança Feliz, Hannah Cláudia Figueiredo, e sua irmã Lohaine Cristina Santana Figueiredo por homicídio culposo (quando não há intenção) pela morte do bebê Vicente Camargo, de cinco meses.

O caso ocorreu no dia 17 de abril. A creche funcionava no bairro Marajoara, em Várzea Grande.

A denúncia é assinada pelo promotor de Justiça Daniel Balan Zappia, da 4ª Promotoria de Justiça Criminal de Várzea Grande.

Zappia ainda pediu a condenação das irmãs ao pagamento de uma indenização em favor da mãe da vítima, por danos morais e materiais, no valor de R$ 50 mil, e mais R$ 3 mil por “danos extrapatrimoniais causados à sociedade”.

Na denúncia, o promotor explicou que no dia do ocorrido, o bebê foi alimentado com uma mamadeira por uma das cuidadoras, e depois colocado para dormir.

Momentos depois, a funcionária o encontrou com os dedos e a boca roxa, e a pele amarelada.

Diante disso, conforme a denúncia, o bebê foi levado até Lohaine. Hanna não estava no local.

Ainda de acordo com a denúncia, apesar de não ter conhecimento de técnicas de reanimação, Lohaine imaginado que o bebê poderia estar engasgado, tentou realizar a manobra de Heimlich, que consiste em pressionar as costas da criança com a mão.

Porém, no momento em que foi virá-lo de costas, bateu a cabeça de Vicente em uma quina de mármore.

“Ante o insucesso na reanimação,  Lohaine Cristina Santana Figueiredo deixou a creche gritando por ajuda e levou Vicente Camargo até Fábio Eduardo Figueiredo e Cláudio Figueiredo que passavam pelo local, e contando com a ajuda deles, levou a vítima até o Hospital Santa Rita”, diz trecho da denúncia.

“Já na unidade hospitalar, constatou-se o óbito da vítima Vicente Camargo, que apresentava uma mancha roxa no rosto, relacionada ao traumatismo craniano que causou seu óbito, conforme atestado no laudo”, diz outro trecho.

 

 

 

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se