quinta-feira, 18 de julho de 2024
InícioCidadesDelegada: alvo de criminosos era dono de imóvel, que não foi atingido
MORTES EM PEIXOTO DE AZEVEDO

Delegada: alvo de criminosos era dono de imóvel, que não foi atingido

Ação criminosa foi motivada por conta de um desacordo comercial decorrente da locação do imóvel

THAIZA ASSUNÇÃO – DA REDAÇÃO 

A delegada Anna Paula Marien, de Peixoto de Azevedo, afirmou que o alvo dos suspeitos de matar a tiros dois idosos após invadirem uma casa no centro da cidade, era o dono do imóvel, que não foi atingido.

O crime ocorreu na tarde deste domingo (21). Morreram Pilson Pereira da Silva, de 80 anos, e Rui Luiz Bolgo, de 68. O padre da cidade, J.R.D., de 45, que também estava no local, ficou ferido.

Os suspeitos, Inês Gemilaki, de 48 anos, o filho Bruno Gemilaki Dal Poz, de 28, e o marido Márcio Ferreira Gonçalves, de 45, ainda não foram encontrados. Bruno é médico na cidade.

Segundo a delegada, a ação criminosa foi motivada por conta de um desacordo comercial decorrente da locação do imóvel.

“A suspeita [Inês] locava aquele imóvel do proprietário e ao sair da residência, deixou algumas dívidas, que gerou uma ação judicial. A partir daí houve várias discussões e desentendimentos entre eles, o que acabou resultando nesse crime bárbaro”, disse a delegada.

Conforme Anna Paula, antes do crime, os suspeitos estiveram na Delegacia do Município e registraram um boletim de ocorrência em desfavor do proprietário da casa.

A delegada afirmou que a Polícia Civil segue trabalhando para localizar os acusados.

“Estamos efetuando diversas diligências e reunindo todos os elementos de informação necessário para a prisão e condenação dos suspeitos”, pontuou.

O crime

Toda a ação foi registrada por câmeras de segurança da residência.

As imagens mostram que, ao menos dez pessoas estavam no local, quando Inês e Bruno entraram atirando.

Outra câmera flagrou Márcio , do lado de fora da casa, também com uma arma em mãos, esperando para ajudar da esposa e enteado.

Pela gravação, é possível perceber que ele também dá alguns tiros em direção a casa das vítimas.

Na sequência, os acusados fugiram em uma Ford Ranger branca.

Eles pararam em uma conveniência na cidade de Matupá, a 15 km de Peixoto, onde compraram cervejas, refrigerantes e água.

 

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se