terça-feira, 23 de abril de 2024
InícioCidadesVídeo mostra momento em que DJ é assassinado em frente de boate...
GUERRA ENTRE FACÇÕES

Vídeo mostra momento em que DJ é assassinado em frente de boate no interior

Um jovem de 19 anos foi preso apontado como o autor dos disparos

THAIZA ASSUNÇÃO – DA REDAÇÃO 

Uma câmera de segurança registrou o momento em que o DJ Murilo da Silva Marques, de 20 anos, conhecido como DJ ‘The Hacker’, foi assassinado a tiros em Nova Mutum, no último sábado (30).

Um jovem de 19 anos, identificado pelas iniciais V.H.D.S., foi preso pela Polícia Civil nesta terça-feira (2), na cidade de Denise, apontado como o autor dos disparos.

De acordo com a Polícia Civil, a suspeita é de que o crime foi motivado por uma guerra de facções.

No vídeo, é possível ver o momento em que dois homens em uma motocicleta se aproximam, o garupa desce e atira várias vezes contra o DJ.

O jovem estava encostado no muro de uma boate da cidade, onde iria se apresentar na mesma noite.

Veja o vídeo a partir de 2 minutos e 20 segundos: 

 

Prisão de autor

No domingo (31), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) conduziu à delegacia da Polícia Civil de Nova Mutum um casal por porte ilegal de arma de fogo.

Os policiais civis desconfiaram que o homem detido pudesse ter ligação com o homicídio do DJ. E.F.M.S., de 29 anos, tem envolvimento com uma facção criminosa e foi preso com um revólver prateado, com as mesmas características do foi utilizado na morte da vítima e também em uma tentativa de homicídio ocorrida em março.

Após diligências ininterruptas e levantamentos de imagens, reconhecimentos e oitivas, a Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Nova Mutum chegou à identidade do executor do crime.

De acordo com o delegado responsável pela investigação, Guilherme Pompeo, V.H.D.S., de 19 anos, é morador da cidade de Denise e foi a Mutum exclusivamente para praticar o crime.

Logo após executar a vítima, ele voltou à sua cidade e abandonou a motocicleta usada, que foi identificada como roubada.

A equipe da Derf o localizou, trabalhando em uma obra em Denise. Ele estava monitorado por tornozeleira eletrônica, mas o aparelho já não emitia sinais desde a metade do mês de março.

A investigação aponta que o primeiro suspeito, conduzido pela PRF, forneceu a arma de fogo e a moto Honda Bros utilizados para o homicídio. Já o criminoso preso em Denise foi o responsável por fazer os disparos contra o DJ.

Interrogado na unidade policial, o autor do homicídio confessou o crime e disse que pertence a uma facção criminosa.

 

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se