sexta-feira, 14 de junho de 2024
InícioCidadesNatal promete movimentar mais de R$ 2 bilhões na economia de MT
GASTO MÉDIO DE R$ 1,2 MIL

Natal promete movimentar mais de R$ 2 bilhões na economia de MT

Do total de pessoas ouvidas no levantamento, 79,6% pretendem realizar compras para este período

As compras de Natal devem movimentar cerca de R$ 2 bilhões na economia de Mato Grosso, uma alta de quase 15% se comparado ao mesmo período do ano passado.

A projeção foi feita pela Câmara dos Dirigentes Lojistas de Cuiabá (CDL) após levantamento realizado em todo o Estado.

“Nesse ano o valor médio gasto nos presentes obteve alta de 24,93%. Com mais de 1,64 milhão de pessoas percorrendo pelos corredores comerciais do Estado, daí a estimativa de mais de R$ 2 bilhões em gastos”, pontuou o superintendente da CDL, Fábio Granja.

Do total de pessoas ouvidas no levantamento, 79,6% pretendem realizar compras para este período.

Os presentes mais desejados na hora da compra são: roupas e calçados (47,8%), brinquedos/pelúcia (16,1%) e produtos de beleza (15,7%).

Também aparecem entre as opções, mas em menor destaque: celulares/smartphone (4,9%), artigos esportivos (3,5%), eletrodomésticos (3,4%), móveis em geral (2,5%), acessórios (2,1%), itens para decoração de casa (1,2%), viagens (0,5%), livros (0,4%) e outros.

Os entrevistados revelaram que devem comprar uma média de quatro itens.

O levantamento também mostrou que os principais presenteados nesta data serão os familiares, sendo filhos (23,9%), esposo(a) (20,4%), mãe (18,2%), pai (13,6%), sobrinho(s) (5,5%), irmão(ã) (3,8%), seguidos por namorado(a) (1,8%), amigos (1,7%) e outros (11,1%).

Para 34,6% dos entrevistados, o gasto médio nos presentes será maior do que em 2022.

Nesse ano o valor médio dos gastos com presentes será de R$1.252,59.

Dentre os que irão parcelar as compras, a principal forma de pagamento será por cartão de crédito (80,9%), seguido de crediário (13,7%) e boleto (5,4%).

E para quem optou por pagar à vista os destaques são: cartão de débito (35,8%), dinheiro (32,1%) e PIX/transferência (32,1%).

O local preferido de compras ficou como destaque o comércio de rua localizado no centro da cidade com 45,1%, seguido pela internet/sites on-line (22,1%), shopping center (13,5%), lojas próximas nos bairros onde mora (9,9%), mídias sociais (2,3%) e outros (7,1%).

O levantamento foi realizado pelo Núcleo de Inteligência de Mercado da CDL, com a participação de 407 pessoas de todo o Estado.

Os dados foram coletados de 26 de outubro a 09 de novembro, com 60,7% homens e 39,3% mulheres.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se