segunda-feira, 24 de junho de 2024
InícioCidadesJuiz cita falta de segurança e determina transferência de assassino para presídio...
MATOU MÃE E FILHAS

Juiz cita falta de segurança e determina transferência de assassino para presídio em Cuiabá

Criminoso deverá ficar na Raio 8 da Penitenciária Central do Estado (PCE)

THAIZA ASSUNÇÃO – DA REDAÇÃO 

A Justiça determinou a transferência de Gilberto Rodrigues dos Anjos, assassino confesso de uma mulher e as três filhas em Sorriso, para a Penitenciária Central do Estado (PCE), em Cuiabá.

A decisão é assinada pelo juiz Walter Tomaz da Costa, da  Vara Criminal de Sinop. O magistrado levou em consideração a falta de segurança na Penitenciária Osvaldo Florentino Leite, o “Ferrugem”, na cidade, para manter a “incolumidade física” do criminoso.

Ele matou a facadas Cleci Calvi Cardoso, de 46 anos, e as filhas, Miliane Calvi Cardoso, de 19, Manuela Calvi Cardoso, de 13, e Melissa Calvi Cardoso, de 10, na última sexta-feira (24).

O assassino ainda estuprou a mãe e as duas filhas mais velhas quando elas ainda se contorciam.

“Nessa conturbada situação apresentada é de muito bom alvitre que ele seja recambiando para um local de maior segurança. Embora não seja impossível manter a incolumidade física dele na unidade prisional que está atualmente, ainda assim determino que ele seja transferido incontinenti para a Penitenciária Central do Estado”, escreveu o magistrado.

Conforme a decisão, o criminoso deverá ficar na Raio 8 da PCE.

O crime

Gilberto trabalhava em uma obra ao lado da casa das vítimas e invadiu a residência na noite de sexta-feira quando elas estavam sozinhas em casa.

O marido de Cleci e pai das meninas é caminhoneiro e estava no Paraná a trabalho.

Os corpos das vítimas foram localizados na manhã de segunda-feira após vizinhos após vizinhos notarem a ausência da família desde o final de semana.

Gilberto trabalhava normalmente quando a polícia conseguiu identificá-lo como autor do crime.

O delegado Bruno França, que conduz as investigações, classificou Gilberto como um “predador sexual em série”.

O criminoso já tinha histórico de violência sexual e era procurado da Justiça.

 

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se