sexta-feira, 19 de abril de 2024
InícioDestaque PrincipalAdvogado diz que Selma obrigava Silval a ficar pelado antes de depoimentos
"PARA HUMILHÁ-LO"; VEJA VÍDEO

Advogado diz que Selma obrigava Silval a ficar pelado antes de depoimentos

Antônio Carlos de Almeida Castro, conhecido como Kakay defendeu o ex-governador do Estado

THAIZA ASSUNÇÃO – DA REDAÇÃO 

O advogado criminalista Antônio Carlos de Almeida Castro, conhecido como Kakay, afirmou que a ex-juíza Selma Arruda obrigava o ex-governador Silval Barbosa a ficar pelado antes de prestar depoimentos na 7ª Vara Criminal de Cuiabá.

A revelação foi feita durante entrevista à página MyNews na semana passada.

Selma foi quem determinou a prisão de Silval no âmbito da Operação Sodoma, que investigou um esquema de corrupção e lavagem de dinheiro no Governo do Estado em 2013 e 2014.

A juíza se aposentou em 2018 para se candidatar ao Senado Federal. Um ano depois ela teve o mandato cassado por prática de caixa 2 e abuso de poder econômico na campanha.

“Em Mato Grosso tinha uma juíza que falavam que era o Moro de saia. Ela foi cassada por corrupção em um ano. Eu sei, porque fui advogado de um governador do Estado e ela, antes de ouvi-lo, mandava ele para uma salinha e tirava a roupa dele para humilhá-lo, para quebrar a moral dele antes do depoimento”, afirmou Kakay.

Segundo Kakay, a ex-magistrada fazia tal exigência “com base em nada”, na “arbitrariedade”.

“Quando você tem um sistema autoritário, é isso que acontece com o negro e o pobre na periferia, só que não sai na imprensa. Os invisíveis sociais, quando vão depor, são humilhados no dia a dia”, disse.

“Esse governador que foi colocado nu na sala dessa juíza, que felizmente foi cassada por corrupção em menos de um ano, representa uma elite que está sofrendo aquilo que os negros e pobres sofrem no dia a dia e que ninguém ouve falar”, completou.

Veja (a partir dos 6 minutos):

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se