sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024
InícioDestaque PrincipalMato-grossense acusado de planejar atentado no DF se entrega à polícia
BOMBA EM AEROPORTO

Mato-grossense acusado de planejar atentado no DF se entrega à polícia

O bolsonarista se tornou réu acusado de tentativa de explosão de um caminhão com combustível nos arredores do Aeroporto Internacional de Brasília

O mato-grossense Alan Diego dos Santos Rodrigues, de 32 anos, que era foragido da Justiça, se entregou à Polícia Civil de Comodoro (644 km de Cuiabá), na tarde desta terça-feira (17).

O bolsonarista, que já foi candidato a vereador no Município, se tornou réu acusado de tentativa de explosão de um caminhão com combustível nos arredores do Aeroporto Internacional de Brasília, em 24 de dezembro passado.

Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil, ele se entregou ao delegado de Comodoro, que deu cumprimento ao mandado de prisão preventiva.

Além do mato-grossense, também foram denunciados Wellington Macedo de Souza e George Washington de Oliveira Sousa.

Este último já preso pela Polícia Civil de Brasília. Ele foi quem revelou como o trio estava arquitetando o atentado na capital federal.

Segundo George, a intenção era instalar explosivos em pelo menos dois locais de Brasília para “dar início ao caos” que levaria, segundo ele, à “decretação do estado de sítio no país”.

Ainda conforme o bolsonarista, a situação poderia “provocar a intervenção das Forças Armadas”.

O mato-grossense teria participado da confecção da bomba.

Wellington está foragido.

Os acusados responderão pelo crime de explosão, cuja pena, segundo o Código Penal, pode variar de três a seis anos de prisão, além de multa.

Após a formalização do mandado de prisão na Delegacia de Comodoro, Alan será encaminhado a uma unidade prisional, onde aguardará manifestação da Justiça.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se