sexta-feira, 19 de agosto de 2022
InícioDestaque PrincipalAbílio recorda dificuldade em filiação: "partidos buscam a mediocridade nas urnas"
DISPUTA À CÂMARA FEDERAL

Abílio recorda dificuldade em filiação: “partidos buscam a mediocridade nas urnas”

O termo foi utilizado por Abílio, que é ex-vereador da Capital, durante o Jornal da CBN Cuiabá, na manhã desta segunda-feira (23)

Pré-candidato a deputado federal, Abílio Júnior (PL) detalhou seu percurso até se filiar a sigla do presidente Jair Bolsonaro e destacou que, durante o processo de filiação, encontrou muitas legendas que supostamente buscariam a “mediocridade nas urnas”.

O termo foi utilizado por Abílio, que é ex-vereador da Capital, durante o Jornal da CBN Cuiabá, na manhã desta segunda-feira (23). Durante a entrevista, o ex-parlamentar afirmou ter aprendido com a jornada travada até a filiação ao PL.

Abílio disse ter sido “boicotado” por diversas legendas pelo seu desempenho na última eleição pela prefeitura de Cuiabá, em que disputou o segundo turno junto ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), que foi reeleito no pleito.

A performance de Abílio durante o pleito, em que o ex-vereador conseguiu reunir uma massa significativa de eleitores, não teria sido vista com bons olhos. Isso porque, conforme detalhou, os partidos buscam “candidatos médios”.

“Outra coisa que aprendi também é que muitos partidos estão se blindando. Buscando a mediocridade do resultado das urnas. Não querem os candidatos que possam ser os mais votados, mas também não querem os que possam ser os menos votados”, afirmou.

“Eles querem candidatos médios, porque esses aumentam a competição dos candidatos dentro da própria sigla partidária. Prejudicando aqueles que possam ter um melhor desempenho nas urnas ou aqueles que, claro, podem ir mal”, apontou.

Na visão do pré-candidato, este tipo de postura adotada pelos partidos tem o potencial de tornar o pleito menos democrático, uma vez que a população estaria tolhida de escolher os candidatos com os quais tivessem maior afinidade.

Confira a entrevista na íntegra AQUI.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se