terça-feira, 21 de maio de 2024
InícioCidadesCom explosão de casos, Mendes é contra volta às aulas em MT

Com explosão de casos, Mendes é contra volta às aulas em MT

O governador Mauro Mendes (DEM) afirmou ser contra a volta às aulas neste momento, em razão do aumento expressivo nos números da pandemia em Mato Grosso, nas últimas semanas.

Na última segunda-feira (5), por exemplo, o Estado voltou a bater recordes de mortes em decorrência do vírus. Foram 128 óbitos, em um intervalo de 24 horas.

Na avaliação de Mendes, embora a educação seja fundamental há que se preservar as vidas.

“Entendo as mães, pais. Agora, uma criança que, porventura se contaminar na escola, levar o vírus para dentro de casa e um pai, mãe, avô perder a vida, isso não tem preço. Isso não vai poder ser recuperado nunca”, disse o governador, em entrevista à Rádio CBN Cuiabá.

“Um mês [de aulas suspensas] a gente recupera, essas crianças recuperam. Elas têm grande capacidade. Eu acho que escolas são importantes, não tenho a menor dúvida, mas um pouco de paciência vai nos ajudar a superar esse momento difícil que Mato Grosso, que o Brasil está vivendo”, acrescentou.

Mendes criticou às pessoas que se apõem ao isolamento e afirmou já estar mais que comprovado que essa a medida mais eficaz de conter o avanço desenfreado do vírus.

Ele também citou que muitos gestores do Estado têm tomado decisões que contraiam o isolamento e, rapidamente, têm sentido os impactos dessas medidas.

“Tem gente que diz: ‘ah, mas não tem prova científica de que o distanciamento ajuda a melhorar a pandemia’. Meu Deus do céu, essas pessoas estão em que planeta? Será que não contaram a elas que o vírus circula por meio das pessoas, da boca, do nariz?”, questionou.

“Tem prefeito aí que numa semana mandou uma carta para o Governo pedindo para não entrar naquele decreto inicial que estabelecia algumas restrições. Na outra semana, ele mandou uma carta pedindo socorro porque tinha muita gente morrendo no município dele. Olha que contradição. Quer dizer, a pessoa não quer colaborar e depois quer ser ajudada”, concluiu.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se