sábado, 15 de junho de 2024
InícioDestaque PrincipalMaysa pede abertura de nova comissão processante para cassar Emanuel
CALOTE DAS EMENDAS

Maysa pede abertura de nova comissão processante para cassar Emanuel

O valor seria destinado para o mutirão de cirurgias eletivas

THAIZA ASSUNÇÃO – DA REDAÇÃO 

A vereadora Maysa Leão (Republicanos) protocolou, nesta quinta-feira (23), um novo pedido de abertura de Comissão Processante (CP) contra o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), que pode levar a cassação do seu mandato.

O pedido se baseia no não pagamento de R$ 30 milhões em emendas impositivas aos parlamentares da Capital.

O valor seria destinado para o mutirão de cirurgias eletivas, visando atender os pacientes residentes em Cuiabá.

“O não pagamento das emendas impositivas aprovadas por esta Casa de Leis, representa não só uma afronta ao pleno funcionamento do Poder Legislativo, mas principalmente, um prejuízo imensurável para a população cuiabana, uma vez que em razão da não execução das referidas emendas parlamentares, milhões de reais deixam de serem investidas, especialmente, na área da saúde”, diz trecho do pedido.

O documento será encaminhado para a Procuradoria da Câmara, que vai analisar sua constitucionalidade.

Na sequência, o pedido será levado para votação em plenário.

 Comissão anulada

Na última semana, a Justiça suspendeu uma comissão processante aberta contra Emanuel em março deste ano, após pedido protocolado pelo vereador Fellipe Corrêa (Cidadania)..

O pedido teve como base decisão do desembargador Luiz Ferreira da Silva, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, que determinou o afastamento de Emanuel, por suspeita de liderar um esquema para lesar os cofres da Saúde da Capital.

O prefeito acabou retornando ao cargo, por decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

 

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se