terça-feira, 26 de outubro de 2021
Início Política Vice-presidente da OAB rebate críticas e diz que oposição “tenta justificar isolamento”
PRÉ-CANDIDATA

Vice-presidente da OAB rebate críticas e diz que oposição “tenta justificar isolamento”

A troca de farpas é feita às vésperas da disputa que definirá a nova direção da Ordem no estado, que será realizada em novembro deste ano

Vice-presidente da OAB Mato Grosso, a advogada Gisela Cardoso rebateu as críticas feitas pela presidente da subseção da instituição em Várzea Grande, a também advogada Flávia Moretti.

Ao Jornal da CBN Cuiabá de segunda-feira (20), Cardoso criticou artigo de opinião recentemente publicado por Moretti no qual a presidente afirma que membros das subseccionais têm receio de apontar erros da gestão por medo de represálias.

Segundo Cardoso, a fala da dirigente – que é cotada como pré-candidata à presidência da Ordem em Mato Grosso – seria uma tentativa de justificar o isolamento de Moretti, uma vez que a presidente só teria apoio da subseção que coordena.

A troca de farpas é feita às vésperas da disputa que definirá a nova direção da Ordem no estado, que será realizada em novembro deste ano. Enquanto Moretti é cotada como principal nome da oposição, Cardoso é a pré-candidata da atual gestão.

“Na verdade, pareceu que ela tentou justificar o porque das 29 subseções que Mato Grosso tem as 28 apoiam a pré-candidatura de Gisela Cardoso e apenas a subseção que ela coordena não apoia. Então, para mim, foi um tentativa infeliz de justificar esse isolamento”, disse Cardoso.

“Não havia critérios objetivos. Até então, os repasses eram definidos diretamente com cada presidente, sem critério, sem objetividade. A OAB Mato Grosso, no primeiro colégio de gestão do doutor Leonardo, estabeleceu regras e critério objetivos para esses repasses”, acrescentou.

Durante a entrevista, vice-presidente afirmou ainda que, ao contrário da suposta falta de renovação na instituição que vem sendo defendida pela oposição, seu nome representa uma “oxigenação” para a OAB.

Cardoso emendou ainda dizendo que as acusações de suposto uso política da instituição não seriam verdadeiras. Ao classificar  as alegações como sendo “vazias”, a advogada afirmou que esse tipo de manifestação da oposição é comum em período de campanha.

“A OAB é a voz da sociedade civil organizada. Agora, tomar partido político em favor de um ou de outro isso jamais existiu. Diferente de outros pré-candidatos. Alguns, inclusive, tendo políticos de carreira participando desse momento de coordenação de pré-candidatura”, pontuou.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -

Siga-nos nas redes sociais

31Mil FãsCurtir
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se