sexta-feira, 21 de janeiro de 2022
Início Política Vereador diz que entregará “dossiê” da Saúde de Cuiabá à CPI da...
NA MIRA DO SENADO

Vereador diz que entregará “dossiê” da Saúde de Cuiabá à CPI da Covid

A ida a Brasília é motivada pelo fato de que a oposição não tem encontrado espaço para a apuração dos sucessivos escândalos na Saúde

O vereador por Cuiabá Dilemário Alencar (Podemos) afirmou que irá pessoalmente a Brasília entregar um “dossiê” sobre a Saúde da Capital à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19.

Ao Jornal da CBN Cuiabá, na manhã desta segunda-feira (9), o vereador disse que entregará o relatório contendo as informações sobre a Saúde ao senador Marcos Rogério (DEM-RO), que apresentou requerimento para que os ex-secretários Luiz Antônio Possas, Célio Rodrigues e Alexandre Beloto prestem depoimento na CPI.

Conforme explicou Dilemário, a ida a Brasília é motivada pelo fato de que a oposição não tem encontrado espaço para a apuração dos sucessivos escândalos na Saúde que têm atingindo a atual gestão de Cuiabá.

“Eu estou fazendo todo um dossiê. Já entrei em contato com a assessoria do senador Marcos Rogério para nós entregarmos em mãos, porque aqui em Cuiabá estamos tendo muita dificuldade de apurar essa situação”, disse.

“Nós apresentamos, os vereadores da oposição, a CPI do Quadrilhão e por mais que esteja na cara, a Justiça Federal, a Polícia Federal dizendo que essas empresas em conluio manipularam mais de R$ 100 milhões em serviços médicos, inclusive utilizando recursos da Covid, ainda estamos tendo dificuldade de fiscalizar aqui”, reiterou.

Prefeitura na mira da PF

A Polícia Federal, com o apoio do DENASUS (Ministério da Saúde), deflagrou no último dia 30 a Operação Curare, visando desarticular uma organização criminosa investigada pelo envolvimento em fraudes a contratações emergenciais e recebimento de recursos públicos a título “indenizatório” no âmbito da Saúde em Cuiabá.

A atuação do grupo se concentrou na prestação de serviços especializados em saúde, especialmente em relação ao gerenciamento de leitos de unidade de terapia intensiva exclusivos para o tratamento de pacientes acometidos pela Covid-19. Diante da operação, o Executivo municipal afastou o então secretário à frente da SMS, Célio Rodrigues, e o então secretário de Gestão, Alexandre Beloto.

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -

Siga-nos nas redes sociais

31Mil FãsCurtir
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se