terça-feira, 16 de julho de 2024
InícioCidadesMajor do Corpo de Bombeiros é afastado por suposto assédio sexual contra...
INVESTIGAÇÃO EM SINOP

Major do Corpo de Bombeiros é afastado por suposto assédio sexual contra estagiária

Outras duas supostas vítimas também denunciaram o militar; uma delas é uma médica

THAIZA ASSUNÇÃO – DA REDAÇÃO 

O comandante do 4º Batalhão do Corpo de Bombeiros de Sinop, major Leilson Meira Vieira, foi afastado do cargo por suposto assédio sexual contra uma estagiária da corporação.

O caso teria ocorrido em maio, mas só veio à tona nesta semana, após outras supostas vítima tomarem conhecimento da situação e também denunciarem o major por abuso sexual. Uma delas é uma médica de um hospital em Sinop.

Conforme as informações, a estagiária teria sido trancada pelo major dentro de uma sala, onde teria sido coagida. A vítima, no entanto, conseguiu fugir e pedir socorro.

Outros bombeiros que estava em serviço teriam presenciado o major sem as calças quando socorreram a estagiária.

Diante dos fatos, no dia 16 de maio, a corregedora-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Luciana Bragança Brandão, determinou a instauração de uma investigação contra o major.

No documento, ela diz que os fatos que chegaram a ela apontam “impertinência em desfavor do major” que demonstrariam “condutas incompatíveis com profissão bombeiro militar”.

No dia seguinte, o major foi afastado do posto em portaria assinada pelo comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Alessandro Borges Ferreira.

“Considerando a proposta da senhora Corregedora-Geral do CBMMT, que após análise dos documentos e informações que ensejaram a instauração do referido procedimento, ao qual, diante da gravidade dos fatos e por considerar que a presença do Sindicado no mesmo local do âmbito das ocorrências pode gerar constrangimento para as testemunhas e possíveis vítimas, podendo, portanto, dificultar a investigação necessária para a perfeita apuração em questão, resolve determinar cautelarmente o afastamento do Maj BM Leilson Meira Vieira da função de comandante do 4º CBBM”, escreveu o comandante-geral.

A portaria ainda determina que Leilson se “abstenha de comparecer à referida unidade, até o término das apurações instauradas por meio da Portaria 013/CG/2024, de 17 de maio de 2024”.

Em nota, o Corpo de Bombeiros confirmou o afastamento e a investigação interna contra o major.

Leia na íntegra:

O Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso informa que tomou conhecimento do cometimento, em tese, de conduta inapropriada envolvendo um membro da Corporação e de imediato instaurou um procedimento apuratório – Sindicância, na data de 17 de maio de 2024.

O bombeiro militar investigado foi afastado de suas funções e o procedimento segue em andamento para apurar as denúncias apresentadas.

A investigação segue todos os procedimentos legais e regulamentares aplicáveis, garantindo que todas as partes envolvidas tenham a oportunidade de apresentar seus relatos.

O Corpo de Bombeiros Militar continua empenhado em conduzir a apuração de maneira justa e imparcial e ratifica que não coaduna com condutas inadequadas dos membros da corporação.”

 

Mais lidas nesta categoria
- Publicidade -spot_img

Siga-nos nas redes sociais

31FãsCurtida
18,052SeguidoresSeguir
3,191SeguidoresSeguir
597InscritosInscreva-se